AJUDAR A RECONCILIAR IRMÃOS

  • Código da notícia : 795467
  • Font : abna
Brief

Um dos princípios no relacionamento entre os muçulmanos e fazer com que os crentes se sintam felizes .Para isto há varias formas de podermos fazê-lo. Se esforçar para reconciliar os irmãos e solucionar os seus problemas é um dos deveres.
O Islã da uma importância tremenda ao auxilio ao próximo.
Os lideres religiosos consideram aos crentes com estas características e sua recompensa será dada tanto nesta vida e assim como na ressurreição

Na aula anterior demos uma atenção especial a resolver os problemas dos outros e dentro do possível procuramos ajudá-los. Na cultura islâmica a ajuda financeira dentro do possível faz com que se sintam felizes e alegres o qual é um dos objetivos do Islã. Deve um muçulmano trabalhar no sentido de auxiliar ao próximo. Com relação a este relataremos alguns hadices (Narrativas). Certas vezes perguntaram ao Profeta Muhammad (s.a.w):

“Qual a melhor ação que a  Deus mais o agrada?”.

Respondeu o Profeta (s.a.w):

 

Fazer com que os muçulmanos se sintam felizes”.

 

”Perguntaram novamente:”

O Que devemos fazer para que um crente se sinta feliz? Respondeu o Profeta:

“Fazer com que não sinta a fome , se tiver alguma divida que o ajude a quitá-la e tiver algum problema que o ajude a resolvê-lo.”

Temos uma narrativa do Imam Ali (a.s) com seu discípulo Kumail Ibn Ziad em que disse:

“Protejam suas famílias e façam com que aproveitem bem o seu dia e que na parte da noite reflitam e pensem nas necessidades de seus irmãos. Juro por aquele que ouve todas as coisas. Não  existe pessoa  que façamos o  coração de outro alegre   que Deus ainda estando em vida  não lhe derrame de suas dádivas, assim como a chuva que desce dos céus como uma benção .”

(Bihar Al Anwar tomo 74, parte 20, hadis 82)

O Imam Backer (a.s) nos ensina em um hadis:

 

“Sorrir para um irmão crente é uma boa ação. Não há ação mais querida e mais amada por Deus do que fazer um crente feliz.”(Bihar Al Anwar tomo 74, parte 20, hadis 15)

 

Em outra narrativa do Imam Assadek (a.s) nos diz:

 

“Não pense que quando alguém torna a um crente feliz apenas a ele o alegrou, mas ao Profeta (s.a.w) aos Imames (a.s) e sem duvida a Deus tornou feliz”.

 (Bihar Al Anwar tomo 74, parte 20, hadis 19)

 

Do Profeta Muhammad (s.a.w) temos outra narrativa:

 

 “Aquele que faz a um crente feliz ,faz a Deus feliz. E aquele que tornou a um crente feliz tornou a mim (Profeta) feliz .”

(Bihar Al Anwar tomo 74, parte 20, hadis 14).

O Imam Assadek (a.s) nos relata outra narrativa:

Deus o Altíssimo revelou ao Profeta Dawud  o seguinte:

 

“Todo servo de Deus que fizer uma boa ação terá o paraíso como recompensa”.

 

 Perguntaram a  Dawud: “Qual é a boa ação?

 

Respondeu:

 

 “Deixar um irmão feliz nem que seja com uma pequena tâmara. Toda a pessoa que chegar  a conhecer deves sempre lhe dar a esperança em Deus.”

(Bihar Al Anwar tomo 14,parte 3, hadis 5)

 

 

 

 

Em outro hadis do Profeta (s.a.w) temos:

 

“Aquele que com uma palavra tornar ao seu irmão feliz ou que lhe ajudar num momento de tristeza enquanto a pessoa se sentir bem com esse bem terá a misericórdia divina”.

 

Como resultado  do que dissemos tornar um irmão alegre tem uma consideração especial perante Deus o Altíssimo. Da mesma forma todos os muçulmanos independentes da situação em que se encontrem podem tornar uns aos outros mais felizes. Existem diversas formas de tornar uma pessoa feliz. Não são com recursos financeiros que podemos ajudar aos outros. Como disse o Profeta Muhammad (s.a.w) apenas com um sorriso, com uma pequena tâmara ou com boas palavras estaremos ajudando aos outros a se tornarem felizes.

 

Fazer a reconciliação entre os Muçulmanos     

 

Uma das obrigações do crente muçulmano  tem e auxiliar a resolver os problemas psicológicos e reconciliar os irmãos. Antes de entrarmos neste tema colocaremos alguns versículos com pertinentes a este tema. Devemos dar a atenção especial a alguns pontos. Por exemplo cortar os laços com um irmão muçulmano não é permitido e nem é aceito no Islã. Não é certo que por causa de divergências pequenas cheguemos a discórdias. O Profeta muhammad (s.a.w) Com relação a este tema diz:

 

“Se dois irmãos  crentes discutirem entre si e não falem entre si durante 3 dias serão considerados fora do Islã. O primeiro deles que se antecipar em falar com o outro adentrara antes ao paraíso.”

(bihar al Anwar tomo 75, parte 60, hadis 5)

 

 

Dentro das bases do Islamismo fomentar a  inimizade e discórdia entre os muçulmanos é considerada uma atividade demoníaca. O Alcorão sagrado nos  alerta para não cairmos nas tentações do demônio.

 

A surata  n° 5 Al Maida (A Mesa Servida)  no versículo 91 nos diz:

 

Satanás só ambiciona infundir-vos a inimizade e o rancor, mediante as bebidas inebriantes e os jogos de azar, bem como afastar-vos da recordação de Deus e da oração. Não desistireis, diante disso?”

 

O demônio deseja criar a discórdia entre vós. Em um hadis fascinante do Imam Backer (a.s) nos diz:

 

“O demônio deseja criar a discórdia entre os muçulmanos ate que um deles acabe abandonando o Islã.”

 

O demônio tenta tanto as pessoas e só sossega no momento em que a pessoa não siga mais a religião. Ate o momento em que atinja ao seu objetivo e seja bem sucedido o maldito demônio não descansa. Após conquistar o que deseja ai sim relaxa e descansa.

Temos um outro hadis do Imam Backer (a.s) que nos diz:

 

A misericórdia divina recai sobre aquele que une duas pessoas. Oh crentes entre vocês sejam amáveis para que as benesses divinas recaiam sobre vós”.

(bihar Al Anwar 75, parte 60, hadis 6).

 

 

O Imam Assadek (a.s) nos diz:

 

Ate o momento em que duas pessoas estejam unidas o demônio permanece triste. Seus joelhos ficam unidos e tremem e diz”:

“Eu estou perdido sem forças e sem valor.”

Temos como resultado dessas narrativas que o relacionamento entre as pessoas e especialmente este os muçulmanos deve ser amável e nunca com desrespeito ou com falta de consideração. Temos que nos esforçar para reconciliar as pessoas e ajudá-las a resolverem os seus problemas e suas diferenças.

O alcorão nos diz na surata n° 49 Al Hujjurat (Os aposentos) no versículo 10 nos diz:

 

“Sabe que os fiéis são irmãos uns dos outros; reconciliai, pois, os vossos irmãos, e temei a Deus, para vos mostrar misericórdia.”

 

Os muçulmanos são irmãos e devem procurar o bem entre si. Na  surata n °4  An Nissá (As Mulheres) no versículo 114 nos diz:

 

Não há utilidade alguma na maioria dos seus colóquios, salvo nos que recomendam a caridade, a benevolência e a concórdia entre os homens. A quem assim proceder, com a intenção de comprazer a Deus, agracia-lo-emos com uma magnífica recompensa.”  

 

 Na surata n° 8 Al Anfal (Os espólios) no versículo 1 nos diz:

 

“Perguntar-te-ão sobre os espólios. Dize: Os espólios pertencem a Deus e ao Mensageiro. Temei, pois, a Deus, e resolvei fraternalmente as vossa querelas; obedecei a Deus e ao Seu Mensageiro, se sois fiéis.”

 

Em um outro hadis do Profeta Muhammad (s.a.w) temos:

 

 “Devo-lhes recordar que se que houver problemas entre irmãos devemos devemos ajudar a saná-los.”

(Kanzul Umal tomo 3 , pagina 59, hadis 5488).

 

 

 

Parecido com este hadis temos um outro hadis que nos diz:

 

A ação mais querida perante Deus e reconciliar duas pessoas quando estiverem distantes e reaproximá-las o quanto antes.”

(Bihar Al Anwar tomo 76, parte 101, hadis 6)

 

 

O Imam Ali (a.s) na sua recomendação antes de sua  morte relata esta narrativa aos Imames Hassan (a.s) e Hussain (a.s):

 

“Recomendo a vocês meus filhos e a todos que temam a Deus e que organizem seus assuntos e que se reconciliem entre si.”

 

 O Imam Ali (a.s) relata ter ouvido do Profeta (s.a.w) a seguinte narrativa:

 

Ter um bom relacionamento com o próximo tem mais valor que um ano de jejum ou do que um ano de orações.”

(Bihar al Anwar tomo 42, Parte 127, hadis 51).

 

Alguns dos versículos e narrativas que foram citadas são um parâmetro para  que entendamos como podemos intervir para auxiliar o próximo e diminuir os problemas ou mal entendidos e fazer com que aja um bom relacionamento entre eles.

 Mas devemos dar uma atenção especial a dois pontos principais:

 

1)Reconciliar os irmãos perante os Imames (a.s) é tão importante que o Imam Assadek (a.s) havia deixado um orçamento especialmente para estas situações. Relatou a Mufazzal o seguinte:

“Se encontrar a dois de nossos seguidores com discórdias ou desavenças entre eles resolva os seus problemas com esta verba destinada para isso.”

Com relação a este tema temos que relembrar uma historia importante.

2)Abu Hanife era um dos seguidores do Imam Assadek (a.s) e trabalhava como guia de peregrinação ao Hajj (a peregrinação). Ele relata que certo dia teve uma divergência com seu cunhado sobre uma herança . Neste instante Mufazzal apareceu e questionou qual era o seu problema. Então Mufazzall convidou os dois para sua residência. Então com 400 dirhames fez a paz entre eles. Então disse Mufazzal que o dinheiro tinha sido dado pelo Imam Assadek (a.s) para solucionar os problemas entre os muçulmanos.

3)Nos sabemos que a mentira é um dos pecados mais graves no Islã. Temos no Alcorão e nas narrativas que a mentira é um péssimo exemplo. Mas às vezes a mentira pode ser usada para ajudar a reconciliar duas pessoas neste sentido ela e bem vinda e pode ser utilizada. A mentira  sendo usada para ajudar a  solucionar e resolver problemas entre as pessoas pode ser utilizada sim.

O Imam Assadek (a.s) diz que:

“Aquele que é muçulmano e reconcilia aos outros não é um mentiroso.”

 Não é considerado um mentiroso neste caso pois esta fazendo esta ajudando a reconciliar dois irmãos.

308


Envie seu comentário

Seu e-mail não poderá ser publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *.

*

Notícias do luto ao Imam Hussein pelo mundo
Mensagem do Imam Khomeini para os muçulmanos do mundo pela ocasião do Hajj 2016
A MENTIRA

A MENTIRA