PROTEGER E CUIDAR DOS ORFÃOS

  • Código da notícia : 796575
  • Font : abna
Brief

1) Dentre os fatores que tornam as pessoas felizes em uma sociedade esta o ajudar e colaborar com os órfãos.
2) Amparar os órfãos é uma das obrigações dos muçulmanos ,seja esta colaboração material ou Espiritual.
O amparo material são os recursos que doamos para a pessoa adquirir uma casa, roupas, alimentos, etc.
Já a colaboração espiritual são os deveres de darmos amor, carinho e afeto.
3)Entendemos que é um direito dos pobres sobre os ricos que parte da riqueza dos mais abastados seja destinada aos mais pobres sendo que não devem esperar reconhecimento por isto os mais ricos.

 

Como vimos nas aulas anteriores vários  fatores  que fazem com que as pessoas em uma sociedade se sintam felizes e unidas . Um dos principais fatores é amparar os órfãos que não tenham assistência de pessoas que lhes amparem . E nosso dever dar assistência a eles. O Islã é uma religião cheia de bondade , misericórdia com relação às crianças que não tem um pai ou um mãe ou não possuem pais que possam cuidar deles lhes dando amor e carinho necessários. Uma das funções da sociedade  e a de que os crentes se preocupem com os órfãos. Deus o Altíssimo no Sagrado Alcorão quando revelou ao Profeta Muhammad (s.a.w) nos diz na surata ADH DHUHA (AS HORAS DA MANHÃ) no versículo 6 e 9 nos diz: 

 

“Porventura, não te encontrou órgão e te amparou?

 

  Portanto, não maltrates o órfão “.

 

O Profeta Muhammad (s.a.w) desde sua infância não teve pai e perdeu sua mãe também quando ainda era pequeno fez com que o Profeta (s.a.w) entendesse perfeitamente o que é ser órfão . Portanto sempre tratava muito bem o órfão com muito amor e carinho. Em um dito do Profeta (s.a.w) disse:

 

Recomendo aos crentes tratá-los da melhor forma possível e que sejam generosos com eles.”

 

Em outro dito nos ensina o Profeta (s.a.w):

 

“A melhor das residências é aquela em que um órfão vive em boas condições de vida.”

 

Em um outro dito nos diz:

 

Seja com o órfão como um pai  misericordioso. Saiba que aquilo que planta , colherá.”

(Bihar al Anwar, parte 18, hadis 23) .

 

Também em outro hadis do Profeta (s.a.w) nos diz:

 

“No paraíso existe uma porta chamada” Darul Farah “na qual apenas adentraram aqueles que fizeram a um órfão feliz.”

 

Num outra narrativa do Profeta (s.a.w) nos diz que:

 

 “Aquele que a três órfãos amparou e como aquele que jejua dias e noites consecutivamente  ou como aquele que vai ao Jihad  (defesa pela causa de Deus). Eu e ele seremos como dois irmãos no paraíso.”

 

Temos que dar a  atenção e a  importância   devidas para amparar os órfãos . Parte do zakat (imposto islâmico) deve ser destinada a eles.  Deus no Alcorão sagrado coloca que ajudar os órfãos é um dos objetivos divinos. Dito do Profeta:

 

“Fazer o bem significa que por amor a Deus concedermos ao órfão parte de nossas riquezas.”

 (Bihar al Anwar, parte 26, hadis 17)

 

O Alcorão sagrado nos revela que quando a Ali (a.s) e a Ahlul Bait (a.s) por 3 noites ordenou que desses seus alimentos aos órfãos,miseráveis e aos prisioneiros no sentido de auxiliá-los.

 Este ato esta relatado no Alcorão Sagrado na surata  Al Insan

(O Homem) nos diz:

    

“Em verdade, tememos, da parte do nosso Senhor, o dia da aflição calamitosa”

 

Portanto um dos deveres dos muçulmanos aos olhos do Islã e ajudar e colaborar de alguma forma a suprir as necessidades dos órfãos.

Mas devemos dar atenção a que apenas ajudando financeiramente não cumprimos com nossas obrigações com os órfãos. A criança que perdeu sua mãe ou seu pai ou os dois necessita antes de lhe darmos roupas ou alimentos ou dinheiro algo muito mais importante que é o nosso amor, nossa amizade e nosso carinho.

Ao órfão não maltrates como diz o versículo acima citado. Não devemos falar palavras duras e ásperas com eles.

No Sagrado Alcorão na surata Al Fajr (A Aurora) no versículo 17 e 18 nos dizem:    

 

“Qual! Vós não honrais o órfão,

 Nem nos estimulais a alimentar o necessitado.”

Este versículo nos diz que devemos tratar com benevolência ao órfão e não apenas ajudá-los financeiramente pois é possível que seus pais lhes tenham deixado uma bela herança.

Mas mesmo possuindo recursos materiais em abundancia todo ser humano necessita de amor e devemos respeitá-lo como um membro da sociedade sem esquecê-los jamais.

Quando o Alcorão fala a respeito dos miseráveis , daqueles que são pobres nos recomenda com a ajuda material.

Mas para os órfãos isto não é suficiente como nos diz a surata

 Al Ma’um (Os Obséquios) do versículo 1 ao 3 nos diz: 

“Tens reparado em quem nega a religião?

    É quem repele o órfão,

    E não estimula (os demais) à alimentação dos necessitados.

Nestes versículos percebemos que esquecer aos órfãos é algo ruim e também cita que não alimentar aos miseráveis  é algo comparável à incredulidade. Num dito importante o Profeta Muhammad (s.a.w) nos diz que : “Aquele que coloca sua mão sobre a cabeça de um órfão , Deus lhe recompensara na mesma proporção que continham os fios de cabelos que foram afagados.” Um dos companheiros do Profeta (s.a.w) nos relata uma bela historia:

Certo dia nos sentamos junto ao Profeta (s.a.w) quando uma criança se aproximou e disse:” Sou órfão , tenho uma irmã e uma mãe. Daquilo que Deus lhes proveu solicito que nos de uma parte para que Deus lhe faça com algo que lhe conceda de suas mercês.

Disse então o Profeta (s.a.w) ao jovem:

Que belas palavras você recitou.”

Ordenou então a Bilal que trouxe algo a ele. Bilal então trouxe 21 tâmaras. Disse o Profeta (s.a.w) :

 “7 tâmaras são para você , 7 outras são para sua irmã e as 7 restantes são para sua mãe.”

  Neste instante um dos companheiros do Profeta (s.a.w) chamado Moaz Ibn Janbal passou a mão sobre  a cabeça deste órfão e disse: “Que Deus lhe recompense por ser órfão e que lhe de a posição de seu falecido pai.

Disse então o Profeta (s.a.w) a Moaz : “O que você quis dizer com isso Moaz?” Disse  Moaz: “Quis expressar bondade, misericórdia e amor a ele. Disse então o Profeta (s.a.w)”:

“Todo aquele que for misericordioso com um órfão e colocar sua mão sobre a sua cabeça, Deus lhe recompensara por cada fio afagado e apagará cada o pecado correspondente à quantidade de fios de cabelo. “

Em um outro hadis do profeta Muhammad (s.a.w) temos :

“Sempre que uma criança chorar, o Trono de Deus se estremece por ela. Deus então diz:” Quem fez com que este órfão ainda pequeno chorasse? Pela minha Majestuosidade que ninguém cessará o choro desta criança e que apenas a recompensa no paraíso será sua recompensa.

(Bihar Al Anwar tomo 75, parte 31, hadis 12)

Em outro hadis temos um dia um homem veio ao Profeta (s.a.w) reclamar sobre a aspereza de seu coração. Disse o Profeta (s.a.w) a ele:

Gostaria que amolecesse o seu coração e que suas necessidades sejam supridas? Então lhe aconselho que sejas bom, passe sua mão sobre a cabeça de um órfão e o ajude com parte de teus alimentos. Neste momento seu coração passará a ser macio e atingirá seu objetivo.”  

Agora relataremos alguns exemplos da filosofia dos Amigos de Deus , daqueles que são próximos a Deus. O Imam Ali (a.s) na época em que era califa andando pela rua observou que uma mulher carregava um saco com água em suas costas com muita dificuldade . Então se aproximou o Imam Ali (a.s) com a intenção de ajudá-la pegou o saco de suas mãos.

No caminho o Imam Ali (a.s) iniciou um ao conversa com ela perguntando como estava sua situação e de sua família. A mulher que não conhecia o Imam Ali (a.s) então disse: “O Imam Ali (a.s) ordenou que meu marido fosse a uma região de fronteira para combater os inimigos fazendo meus filhos órfãos. Eu não tenho riquezas e preciso trabalhar para suprir as minhas necessidades e de meus filhos.” O Imam Ali (a.s) não disse nada e levou o saco com água ate o destino e voltou a sua casa. Ficou muito aborrecido por ter ouvido aquilo da mulher e não dormiu naquela noite. No dia seguinte preparou uma cesta cheia de mantimentos e a levou a casa daquela mulher.

No caminho parte dos companheiros viu o Imam carregando a cesta e quiseram ajudá-lo a carregá-la. Disse então o Imam Ali (a.s) :

“Quem de vocês deseja fazer com que os meus pecados não sejam apagados por Deus?”

Naquele instante chegou o Imam Ali (a.s) a casa daquela mulher e bateu a porta. Disse a mulher: “Quem é você? Disse o Imam Ali (a.s):” Eu sou o mesmo homem que ontem ajudou a você carregando o saco com água. Por gentileza abra a porta . Trouxe alguns mantimentos para suas crianças.”A mulher abriu a porta e disse:” Oh Homem ! Que Deus o tenha em sua misericórdia e que entre eu e Ali (a.s) que Deus seja o Juiz.”Disse O Imam Ali (a.s) :” Eu quero fazer uma boa ação. Entre dois trabalhos escolha uma para que eu realize. Ou eu cuido das crianças enquanto você faz o pão ou eu faço o pão e você cuida das crianças.” 

Disse a mulher então: Eu sei fazer melhor o pão e tenho mais experiência que você. Então você cuida das crianças para que eu faça o pão .Foi então a mulher pegar o trigo e pegar o fermento para preparar o pão .O Imam Ali (a.s) pegou então um pouco da carne que trouxe nos mantimentos e fez espetos de carne para alimentar as crianças. Em cada bocado que colocava em suas bocas dizia:

“Oh criança amável!  O Imam Ali (a.s) lhes pede que pelo mal que lhes fez o perdoem.”

Quando a massa para o pão cresceu chamou ao Imam e disse: “Acenda o fogareiro para que possamos assar o pão”

Acendeu então o fogareiro o Imam e quando as chamas ficaram altas colocou sua face próxima ao fogo e disse:

“Colocarei o meu rosto no fogo pois e isto o que merecem aqueles que abandonam aos órfãos quando mais necessitam.”

 Neste instante adentrou a casa sua vizinha e reconheceu o Imam Ali (a.s). Imediatamente foi chamar a mulher e lhe disse:” Sabe quem esta em sua casa? Disse a mulher: “Não .“   

Então a dona da casa veio apressadamente ao Imam Ali (a.s) e lhe disse: “Estou envergonhada por não saber que era você ”.  Disse o Imam Ali (a.s) :

“Eu e quem tenho de me envergonhar por ter deixado seus filhos órfãos.”

Ate onde dissemos podemos ter uma idéia dos direitos que os órfãos tem no Islã. Muito parecido com este direito é o direito que os pobres tem sobre os ricos.

O Islamismo prega que para que uma sociedade não haja pobres e nem miseráveis os mais ricos tem a obrigação de ajudar. 

E esta obrigação consiste em pagar o Zakat (imposto islâmico) aos órfãos.

Deus no alcorão sagrado nos mostra as qualidades dos tementes em que uma de suas características e que parte de suas riquezas a destinam aos pobres.

 

Na surata AZ ZÁRIAT (Os ventos disseminadores) no versículo 19 nos diz:

 “E há em seus bens uma parte para o mendigo e o desafortunado” 

Também na surata Al MA’ÁRIJ (As vias de Ascensão) no versículo 24 e 25 nos dizem:

E em cujos bens há uma parcela intrínseca,

Para o mendigo e o desafortunado”

O ponto de importância neste dois versículos e que sempre devemos ajudar aos órfãos e necessitados e não de vez em quando apenas.

Portanto aos ricos é sim obrigação ajudar aos mais pobres. Alguns versículos do Sagrado Alcorão nos convidam a colaborar e a ajudar mas nunca a humilhar dizendo por exemplo por que não faz isto ou porque não faz aquilo.

Na surata Al Bakarat (A Vaca) no versículo 74 nos diz:

“Apesar disso os vossos corações se endurecem; são como as rochas, ou ainda mais duros.

De algumas rochas brotam rios e outras se fendem e delas mana a água, e há ainda outras que desmoronam, por temor a Deus.

Mas Deus não está desatento a tudo quanto fazeis.”

308


Envie seu comentário

Seu e-mail não poderá ser publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *.

*

Mensagem do Imam Khomeini para os muçulmanos do mundo pela ocasião do Hajj 2016
A MENTIRA

A MENTIRA

O Perdão

O Perdão