A Mulher Entre a Situação Histórica e a Exclusão Social (1)

  • Código da notícia : 846393
  • Font : abna
Brief

“Ó humanos, em verdade, nós vos criamos de macho e fêmea e vos dividimos em povos e tribos, para reconhecerdes uns aos outros. Sabei que o mais honrado, dentre vós, ante Deus, é o mais temente sabei que Deus é o sapientíssimo e está bem inteirado.”

Um estudo feito sobre as obras islâmicas que tratam sobre a mulher, sejam elas sobre o prisma dos ensinamentos básicos, jurisprudências, concepções filosóficas ou éticas, toma dois caminhos:
1) O caminho estratégico geral que tem como objetivo levar a mulher ao nível extremo na sociedade e na civilização. O Alcorão Sagrado mencionou essa orientação, em mais de um versículo, como o versículo que apresenta a verdade sobre a criação do homem e da mulher, ensinando que eles são de uma origem única e que em verdade completam-se mútuamente:
“Ó humanos, temei a vosso senhor que vos criou de um só ser, do qual criou sua companheira e de ambos fez descender inumeráveis homens e mulheres. Temei a Deus em nome do qual jurais, e respeitai os vínculos consangüíneos, porque Deus é vosso observador.” (Alcorão Sagrado, C.4 – V.1)
Esse versículo alcorânico sagrado é uma declaração clara da falha de todas as ideias e referências que a sociedade conheceu a respeito da mulher, e uma negação das teorias deturpadoras freqüentes sobre a sua criação, formação e sua posição na vida humana, como apresentadas nas épocas da ignorância árabe, grega, romana, egípcia e persa no período pré-islâmico, antes da chegada da grandiosa mensagem Islâmica.
A MULHER: ENTRE A SITUAÇÃO HISTÓRICA
E A EXCLUSÃO SOCIAL
18 Fundação Al-Balagh
Veremos adiante, baseados nesta visão divina sobre a mulher, detalhes dos julgamentos, probabilidades, concepções e visões a respeito da mulher.
Como disse Deus, o Altíssimo:
“A quem praticar o bem, seja homem ou mulher, se for fiel, concederemos uma vida agradável, e premiaremos com uma recompensa de acordo com a melhor das suas ações.”
(Alcorão Sagrado, C.16 – V.97)
“Deus prometeu aos fiéis e às fiéis jardins, abaixo dos quais correm os rios, onde morarão eternamente, bem como abrigos encantadores, nos jardins do Éden; e a complacência de Deus é ainda maior do que isso; tal é o magnífico benefício.”
(Alcorão Sagrado, C.9 – V.72)
“... Elas têm diretos equivalentes aos seus deveres, de forma justa, embora os homens tenham um grau sobre elas, porquanto Deus é poderoso, Prudentíssimo.” (Alcorão Sagrado, C.2 – V.228)
Da Orientação do Islam XXIII - A Mulher - Entre a Situação Histórica e a Exclusão Social 19
“Aos filhos varões corresponde uma parte do que tenham deixado os seus pais e parentes. Às mulheres também corresponde uma parte do que tenham deixado os pais e parentes, quer seja exígua ou vasta, uma quantia obrigatória.” (Alcorão Sagrado, C.4 – V.7)
2) O caminho composto de estágios, vinculado ao momento eficaz: Esse caminho se relaciona à um grupo de leis e estudos da situação da mulher no meio das concepções e costumes existentes na época da revelação e concretização da operação da mudança social ocasionada pelo Islam, que foi abrangente na direção de seus objetivos à nível de mudança das ideias e normas das pessoas, suas configurações e seus costumes sociais, e outros tipos de leis, como as que regiam a apropriação das mulheres nas guerras e o casamento com elas.
Esse caminho de estágios poderá talvez nós ajudar a imaginar como o Islam e seus divulgadores tratam a questão dos costumes e hábitos herdados que vivem os diferentes povos do mundo, aqui e lá, e como ocorre a operação de harmonização destes hábitos e costumes com as concepções e valores islâmicos, em um movimento de construção da civilização islâmica conforme as circunstâncias de cada país ou nação.
Em verdade, quem busca conhecer a posição da mulher na sociedade islâmica sadia e seu papel na civilização islâmica virtuosa deve tomar conhecimento desses caminhos, e então conhecerá qual a estratégia dos valores islâmicos e como os mesmos corrigiram gradativamente os hábitos herdados pelas sociedades anteriores ao Islam, porque nenhuma doutrina ou lei poderia anular ou excluir valores e costumes de imediato, pois é preciso fazer tratamentos e apresentar resoluções que são levados a cabo em etapas, de acordo com a situação do momento.
20 Fundação Al-Balagh
Um caso destes é o problema da comercialização de seres humanos (escravidão), assunto que a mensagem islâmica enfrentou como uma situação real existente há séculos. Inicialmente através de leis temporárias, para que uma mudança fosse criada, inicialmente de uma forma primária, mas com o intuito de alcançar uma mudança ampla e progressiva, com o intuito geral de concretizar a concepção do principio geral do Islam, que se baseia na igualdade entre as pessoas, e no fato que a mais importante das pessoas é a mais temente a Deus, e que a liberdade é um direito natural para qualquer ser humano que viva neste planeta.
“Ó humanos, em verdade, nós vos criamos de macho e fêmea e vos dividimos em povos e tribos, para reconhecerdes uns aos outros. Sabei que o mais honrado, dentre vós, ante Deus, é o mais temente sabei que Deus é o sapientíssimo e está bem inteirado.” (Alcorão Sagrado, C.49 – V.13)
E assim, o assunto da mulher na virtuosa civilização islâmica se transforma em um planejamento para o futuro e uma solução para os problemas do presente que foram herdados do passado.
Essa visão islâmica real do assunto da mulher e da maneira como devemos tratá-lo nos ajuda a escolher o método mais adequado para tratar da situação da mulher nas nossas sociedades atuais, e isso conforme a situação de cada uma delas; dessa forma em algumas delas podemos chegar a resoluções mais rápidas, para o interesse das mulheres; sendo que isso varia conforme a situação dessas sociedades e a situação das mulheres que nelas vivem, em relação à cultura, ou seja, da predominância da uma vida tribal antiga e fechada ou de uma sociedade aberta ou de estilo ocidental.
Da Orientação do Islam XXIII - A Mulher - Entre a Situação Histórica e a Exclusão Social 21
A experiência islâmica poderá apresentar seus frutos numa dessas sociedades antes de outras, talvez essas experiências contemporâneas precisem de outros fatores para tratar dessa importante questão, conforme a natureza dessas sociedades e suas circunstâncias específicas.

/Todos os direitos pertencem de assembleia de profeta (S.A.A.S)  em Teerã/

308


Envie seu comentário

Seu e-mail não poderá ser publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *.

*

Mensagem do Imam Khomeini para os muçulmanos do mundo pela ocasião do Hajj 2016