39 mortos na explosão no interior do Palácio da Justiça de Damasco

  • Código da notícia : 818035
  • Font : Oriente Médio
Brief

Uma explosão terrorista balançou o prédio do Palácio da Justiça na capital síria Damasco, deixando dezenas de pessoas mortas e feridas.

A agência de notícias oficial da Síria, SANA, informou que no centro de Damasco, um homem entrou num tribunal, no edifício do antigo palácio da justiça, e acionou os explosivos que levava presos ao tronco. Um primeiro balanço da polícia dava conta da morte de 25 pessoas e ferimentos em dezenas de outras, mas dados divulgados depois pela ONG Observatório Sírio dos Direitos Humanos evocam pelo menos 39 mortos, entre os quais 24 civis.

Uma fonte judicial disse que um atacante explodiu em um corredor depois que as forças de segurança o impediram de entrar no prédio.

SANA citou uma fonte no Comando da Polícia de Damasco dizendo que um terrorista usando um cinto explosivo explodiu-se no prédio. Segundo a televisão al-Mayadeen baseada em Beirute, as forças de segurança cercaram a cena do incidente.

Pouco depois do bombardeio do tribunal, a capital síria foi atingida por um segundo ataque com bomba em uma área a oeste do edifício.

“O segundo ataque ocorreu quando um terrorista fez explodir um cinto de explosivos dentro de um restaurante da zona de Rabweh, oeste de Damasco, fazendo vários mortos e feridos”, noticiou a agência SANA.

Os ataques de hoje juntam-se a dois outros perpetrados em poucos dias em Damasco, depois de, no sábado, dois ataques coordenados terem morto pelo menos 40 pessoas. Os ataques de sábado foram reivindicados pelo ramo sírio da Al-Qaeda, anteriormente conhecido como Frente al-Nosra.

Nenhum grupo reivindicou imediatamente a responsabilidade pelos ataques. As explosões acontecem alguns dias depois de uma explosão ter atingido a capital síria.

A Síria tem sido envolvida por militância apoiada por estrangeiros desde março de 2011. Na segunda-feira, o chamado Observatório Sírio para os Direitos Humanos informou que 465 mil pessoas foram mortas ou desaparecidas em seis anos de guerra no país árabe.

 308


Envie seu comentário

Seu e-mail não poderá ser publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *.

*

Notícias do luto ao Imam Hussein pelo mundo
Mensagem do Imam Khomeini para os muçulmanos do mundo pela ocasião do Hajj 2016
A MENTIRA

A MENTIRA