As tropas iraquianas encontram dezenas corpos em uma vale comum

  • Código da notícia : 853136
  • Font : parstoday
Brief

As forças iraquianas encontraram uma sepultura comum em uma área a noroeste de Tal Afar contendo os corpos de pelo menos 50 pessoas mortas pelos terroristas takfiris de Daesh.

Isto é, enquanto as forças do governo, apoiadas por voluntários das Unidades de Mobilização Popular, estão participando de uma operação multifacetada para libertar a cidade do norte dos extremistas.

O major Shaker Ghaleb afirmou à agência de notícias Basnews na sexta-feira que os soldados da 16ª Divisão do Exército fizeram a descoberta horrível no distrito de Al-Awadiya, que fica a 11 quilômetros a noroeste de Tal Afar, enquanto limpavam a área dos últimos restos de terroristas takfiris e dispositivos explosivos deixados pelos Daesh. Ghaleb acrescentou que havia sinais de tortura nos corpos descobertos, observando que as vítimas aparentemente tinham sido baleadas na cabeça a queima roupa. Alguns de seus cadáveres são membros provavelmente dissidentes do mesmo grupo.

As forças militares começaram a transferir os restos das vítimas para o departamento de medicina em Mosul para serem identificados pelos familiares.

Em 31 de agosto, o primeiro-ministro Haider al-Abadi tinha dito que a cidade de Tal Afar e toda a província de Nínive foram limpas do grupo terrorista takfiri de Daesh. A recuperação de Tal Afar foi possível com a ajuda de soldados do exército iraquiano, Força de Polícia Federal, Serviço anti-terrorismo (CTS), combatentes pró-governo das Unidades de Mobilização Popular - conhecido em árabe como “Hashd al-Sha'abi” e as forças contingentes de elite do Ministério do Interior, disse Abadi.

O grupo terrorista Daesh teria executado dezenas de civis em Hawijah, onde as forças iraquianas, apoiadas por forças curdas aliadas, recentemente tinham lançado uma operação multifacetada para libertar a esta cidade no norte rico em petróleo pertencente à província de Kirkuk. Uma fonte local, falando sob anonimato, disse à rede de televisão al-Sumaria de língua árabe que a execução foi realizada na base militar de Al-Bakkara. A fonte, no entanto, não forneceu nenhuma informação sobre o motivo exato dos assassinatos, nem o método pelo qual as vítimas foram mortas.

Em uma operação por jatos das forças aéreas iraquianas contra posição do Daesh em subúrbios de Hawijah, foram mortos alguns membros de alto escalão do Daesh entre eles um comandante do sexo feminino. Um funcionário militar não identificado disse que a figura de Daesh, morto, era responsável pela chamada brigada feminina de Daesh em Hawijah.

Na sexta-feira, os jatos militares iraquianos bateram instalações de fabricação de bombas Daesh e depósitos de armas em Hawijah, causando grandes perdas na aparata militar dos militantes.

Hawijah é uma das quatro municípios iraquianos ainda controlados por militantes de Daesh. As outras três cidades de al-Qa'im, localizadas a quase 400 quilômetros a noroeste da capital de Bagdá, perto da fronteira da Síria, Anah e Rawa estão na província ocidental de Anbar.

Os terroristas takfiris de Daesh assumiram o controle de Hawijah depois de capturar Mosul e várias outras cidades iraquianas em meados de 2014. Os Takfiris frequentemente levaram a cabo execuções em massa em Hawijah.

Em 6 de agosto de 2016, eles teriam executado pelo menos 100 pessoas em um único incidente. As Nações Unidas calculam que 85 mil civis fugiriam de Hawija após as operações militares para libertar a cidade de Daesh.

 308


Envie seu comentário

Seu e-mail não poderá ser publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *.

*

Arbaeen
Notícias do luto ao Imam Hussein pelo mundo
Mensagem do Imam Khomeini para os muçulmanos do mundo pela ocasião do Hajj 2016
A MENTIRA