EUA adotam novas sanções contra milícias iranianas

EUA adotam novas sanções contra milícias iranianas

Os Estados Unidos adotaram sanções contra 20 entidades iranianas por seus suposto ao apoio às milícias Basij, informou o Departamento do Tesouro norte-americano em um comunicado nesta terça-feira.

"Esta rede, baseada no Irã, é também conhecida como Bonyad Taavon Basij, o que pode ser traduzido como Fundo de Cooperação Basij, e é composto por, pelo menos, 20 corporações e instituições financeiras", explicou o comunicado das autoridades de Washington.

As sanções atingem quatro bancos iranianos: Bank Mellat, Sina Bank, Parsian Bank e Mehr Eqtesad Bank. Além disso, cinco companhias de investimento também foram afetadas, incluindo Negin Sahel Royal Company e Mehr Eqtesad Financial Group.

As forças Basij foram fundadas em 1979, pelo Ayatollah Khomeini, e são subordinadas aos Guardas Revolucionários Iranianos e ao Líder Supremo Ayatollah Khamenei, e são conhecidas por suprimir com violência protestos contra as autoridades. 

As tensões entre Teerã e Washington aumentaram após Donald Trump ter anunciado a saída unilateral dos EUA do acordo nuclear iraniano em maio e voltado a introduzir sanções contra o Irã. Enquanto o primeiro pacote de sanções foi aplicado em 7 de agosto, o segundo, afetando a venda de petróleo e produtos petrolíferos, deverá ser reintroduzido em 4 de novembro.

308


Envie seu comentário

Seu e-mail não poderá ser publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *.

*

Mensagem do Imam Khomeini para os muçulmanos do mundo pela ocasião do Hajj 2018