Irã e Síria discutem os esforços dos terroristas para distorcer o Islã

Irã e Síria discutem os esforços dos terroristas para distorcer o Islã

O que os terroristas fizeram sob o manto do islamismo na Síria e no Iraque equivale a um movimento anti-islâmico destinado a representar o Islã como uma ideologia violenta e implacável, afirmou na quarta-feira o chefe do Conselho Estratégico do Irã sobre Relações Exteriores.

Terroristas no Iraque e na Síria tentaram retratar as nações islâmicas como países não civilizados envolvidos em atividades anti-humanas, disse Kamal Kharrazi em uma reunião com o ministro da Fundação e Assuntos Religiosos da Síria Mohammed Abdul-Sattar Al Sayed e um grupo de estudiosos religiosos sírios .

"Os Takfiris, ao se embarcarem em atividades terroristas, difamaram o Islã em todo o mundo", disse Kharrazi.

As nações islâmicas devem evitar atividades tão violentas e perigosas, acrescentou.

O que aconteceu na Síria foi para o benefício dos Estados Unidos e do regime sionista de Israel, disse ele, pedindo que os ulemas muçulmanos e os estudiosos religiosos sejam responsáveis por introduzir o Islã moderado no mundo.

Ambos os estudiosos religiosos xiitas e sunitas devem trabalhar para a proximidade das religiões e cooperar em uma contração contra o que a Arábia Saudita fez para promover o wahhabismo através dos terroristas Takfiri, disse Kharrazi.

308


Envie seu comentário

Seu e-mail não poderá ser publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *.

*

Notícias do luto ao Imam Hussein pelo mundo
Mensagem do Imam Khomeini para os muçulmanos do mundo pela ocasião do Hajj 2018
Mensagem do Imam Khomeini para os muçulmanos do mundo pela ocasião do Hajj 2016