Israel usará caças F-35 contra sistemas antiaéreos S-300 na Síria

Israel usará caças F-35 contra sistemas antiaéreos S-300 na Síria

Israel vai usar jatos furtivos F-35 para atacar a Síria, em resposta à decisão da Rússia de entregar o sistema antiaéreo S-300 para o país árabe.

"Os próximos ataques não serão os primeiros, mas serão mais seguros para os pilotos, à luz da nova realidade nos céus da Síria. Essa é a arma mais cara do mundo, e é o avião mais avançado do mundo ", informou uma fonte da força aérea israelense na quarta-feira, citada pela agência de notícias israelense Arutz Sheva.

O regime israelense pagou 125 milhões de dólares por cada uma dessas aeronaves. Por enquanto, adquiriu 50 do Modelo A, oito dos quais já desembarcaram nos territórios ocupados, enquanto espera receber mais 33 até 2021, como explicado pela fonte militar.

Os interceptores terrestres emitidos pela Rússia para a Síria, bem como a resolução de Moscou para bloquear sistemas de radar, navegação e comunicações em qualquer aeronave que ataca alvos na Síria através da costa do Mediterrâneo, podem complicar as missões para a região F-15 e F-16I israelense.

Moscou finalizou a entrega de várias unidades do sistema S-300 para a Síria na terça-feira, após a derrubada de um avião de reconhecimento russo Ilyushin Il-20 Coot, perto da costa síria, na província ocidental de Latakia, que o Kremlin atribui os pilotos de quatro F-16Is israelenses que estavam operando na área.

308


Envie seu comentário

Seu e-mail não poderá ser publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *.

*

Mensagem do Imam Khomeini para os muçulmanos do mundo pela ocasião do Hajj 2018