Ministro israelense pede assassinato de palestinos que jogam pipas

Ministro israelense pede assassinato de palestinos que jogam pipas

Um ministro do regime israelense sugere o assassinato de todos os palestinos que jogam pipas coloridas com a cor de bandeira palestina para evitar que essa prática se torne um fenômeno de luta.

"Não sei por que o exército israelense não atira em pessoas que usam papagaios de papel", afirmou o ministro da Segurança israelense, Gilad Erdán, na noite deste sábado, segundo vários meios de comunicação palestinos.

Erdán argumentou que se as forças israelenses não atacassem e matassem todos os palestinos que usando pipas, essa prática poderia ser expandida entre os palestinos de todos os cantos dos territórios ocupados como um novo método de combate a Israel.

O uso de papagaios de papel com a bandeira nacional da Palestina é outra invenção da juventude palestina para lidar com a violência do regime de Tel Aviv, que rejeitam a ocupação israelense de seus territórios e da cidade sagrada de Al-Quds. (Jerusalém)

Nos últimos dias houve vários incêndios nas florestas e áreas agrícolas perto da Faixa de Gaza, onde residem muitos israelenses.

O regime de Tel Aviv responsabiliza os incêndios por supostas pipas lançados da Faixa de Gaza durante a Marcha de Retorno, iniciada em 30 de março, para exigir o direito dos refugiados palestinos de voltarem para suas casas, de onde foram expulsos quando foi criado ilegalmente o regime de Israel em 1948.

Esses protestos foram brutalmente reprimidos pelas forças de Israel e até agora resultaram na morte de mais de 120 palestinos e mais de 13000 mil feridos, alguns com estado grave.

308


Envie seu comentário

Seu e-mail não poderá ser publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *.

*

Arbaeen
Notícias do luto ao Imam Hussein pelo mundo
Mensagem do Imam Khomeini para os muçulmanos do mundo pela ocasião do Hajj 2018