Pelo menos 40 pessoas morrem em ataque químico na Síria

Pelo menos 40 pessoas morrem em ataque químico na Síria

Entre as vítimas, estão várias crianças

Pelo menos 40 pessoas morreram em um ataque químico na cidade de Douma, no entorno de Damasco, na Síria, neste sábado. A informação foi divulgada por uma organização não-governamental (ONG). Entre as vítimas, estão várias crianças.

Por sua vez, outra ONG, o Observatório Sírio de Direitos Humanos, assegurou que pelo menos 11 pessoas sofreram sintomas de asfixia, depois de um bombardeamento aéreo na periferia norte de Douma, nas proximidades do Cemitério Antigo.

A agência oficial síria, SANA, negou qualquer responsabilidade das forças sírias e assegurou que "as denúncias do uso de substâncias químicas em Douma são uma tentativa clara de impedir o progresso do exército", que, na sexta-feira (6), iniciou uma ofensiva contra os rebeldes naquela zona.

Síria quebra linha defensiva de terroristas na Duma

Após uma série de ataques aéreos, as unidades do Exército Sírio quebraram as primeiras linhas defensivas do grupo extremista Leis Al-Islam na cidade de Duma, a última fortaleza terrorista na região Guotha Oriental, localizada a leste de Damasco.

Os bombardeios das forças sírias tentam acabar com os ataques de morteiros lançados por membros do grupo terrorista contra os subúrbios de Damasco, informou no sábado a agência de notícias síria SANA.

A mídia síria observa que os disparos das forças sírias foram precisos e que conseguiram destruir foguetes e plataformas de lançamento de projéteis do Jeish Al-Islam, bem como infligir pesadas perdas às fileiras e equipamentos de terroristas.

SANA acrescenta que fontes no campo de batalha enfatizaram que o exército continuará a retaliar contra o Yeish Al-Islam até que os terroristas parem de bombardear Damasco e seus arredores.      .

Jaish al-Islam repetiu os mesmos crimes cometidos por outros grupos terroristas como a Al-Nusra frontal (agora chamado Frente Fath Al-Sham) e Failaq Al-Rahman, como o uso de habitantes locais de Duma como escudos humanos para impedir os avanços das forças sírias, diz o relatório.

Uma fonte militar disse à SANA que terroristas impedem civis de deixar a Duma e abrem fogo contra aqueles que tentam deixar a cidade. Os terroristas que operam em Guotha Oriental perderam muito de suas posições e, com a ideia de recuperá-los - de acordo com seus comandantes -, lançaram recentemente uma série de contra-ataques contra as posições das forças sírias.

As operações do exército sírio e seus aliados contra os extremistas em Guotha Oriental começaram em meados de fevereiro. A recuperação total desta área será uma grande vitória para o governo do presidente sírio Bashar al-Assad na guerra contra os terroristas.

308


Envie seu comentário

Seu e-mail não poderá ser publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *.

*

Mensagem do Imam Khomeini para os muçulmanos do mundo pela ocasião do Hajj 2018