Putin: ações de alguns países ameaçam com crise econômica sem precedentes

Putin: ações de alguns países ameaçam com crise econômica sem precedentes

A política protecionista e sanções realizadas por alguns países podem ter graves consequências para a economia mundial, avisou o presidente russo, Vladimir Putin, durante Fórum Econômico Internacional de São Petersburgo.

Para o presidente russo, o mundo está atravessando um período de nova versão de protecionismo sob um pretexto fictício de segurança nacional.

"Nesta sala há muitos representantes de negócios e vocês sabem bem que a saída de um dos integrantes de um contrato de domínio da justiça e ruptura de acordos sempre significam riscos e custos adicionais. É um axioma de práticas comerciais. Em escala global, tal comportamento de um governo pleno, especialmente, de centros de poder, pode causar as consequências mais negativas e até mesmo as mais devastadoras", explicou ele.

"Especialmente hoje em dia, quando o desrespeito pelas normas existentes e a perda de confiança mútua podem se somar à imprevisibilidade, turbulência de grandes mudanças. Essa confluência de fatores pode levar a uma crise sistemática, que o mundo jamais enfrentou", avisou Putin.

"Desconfiança global põe em questão as perspectivas do crescimento global. A lógica do egoísmo econômico não combina com a especialização atual dos países e empresas, com a criação de cadeias produtivas complexas", sublinhou o presidente. 

De acordo com o líder russo, a concorrência honesta garante progresso. Para Putin, o mundo hoje em dia precisa não de guerras comerciais, mas de paz comercial genuína.

O Fórum Econômico Internacional de São Petersburgo é realizado de 24 a 26 de maio. O tema principal do fórum corresponde à busca de novo balanço na economia global.

308


Conteúdo relacionado

Envie seu comentário

Seu e-mail não poderá ser publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *.

*

Arbaeen
Notícias do luto ao Imam Hussein pelo mundo
Mensagem do Imam Khomeini para os muçulmanos do mundo pela ocasião do Hajj 2018