Rússia diz que os EUA lançaram bombas de fósforo contra o Deir ez-Zor, na Síria

Rússia diz que os EUA lançaram bombas de fósforo contra o Deir ez-Zor, na Síria

Dois jatos F-15 dos EUA realizaram ataques usando bombas de fósforo proibidas na província de Deir ez-Zor, no último sábado, segundo o Centro Russo de Reconciliação Síria.

Os ataques tinham como alvo o assentamento de Hadjin e lançaram mão de munições incendiárias de fósforo. Como resultado dos ataques, grandes incêndios foram observados.

"Informações sobre vítimas e feridos estão sendo determinadas", declarou o major-general Vladimir Savchenko, observando que o uso de armas com fósforo branco é proibido por um protocolo adicional à Convenção de Genebra de 1949.

A coalizão de mais de 70 países liderada pelos EUA está conduzindo operações militares contra o Daesh na Síria e no Iraque.

Em agosto, o ex-comandante da Assembleia Militar Deir ez-Zor da Síria, Fayez Esmer, afirmou que o Pentágono estava se preparando para montar um escudo antimísseis nas cidades nortenhas de Al-Hasakah e Rmelan, na Síria

Em abril, a mídia informou que o Daesh conseguiu capturar os campos de petróleo na província de Deir ez-Zor, no leste da Síria, que era seu antigo reduto, com o grupo usando os campos de petróleo para levantar fundos para seu Estado terrorista.

Esta não é a primeira vez que a coalizão liderada pelos EUA é acusada de realizar ataques aéreos contra Deir ez-Zor.

Em 2017, ataques aéreos dos EUA mataram seis civis, incluindo três crianças.

Damasco acusou a coalizão de usar fósforo branco, proibido pela convenção internacional, para danificar a infraestrutura e matar civis.

308


Envie seu comentário

Seu e-mail não poderá ser publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *.

*

Notícias do luto ao Imam Hussein pelo mundo
Mensagem do Imam Khomeini para os muçulmanos do mundo pela ocasião do Hajj 2018
Mensagem do Imam Khomeini para os muçulmanos do mundo pela ocasião do Hajj 2016