UE pede investigação em assassinatos recentes de civis na Faixa de Gaza ©

UE pede investigação em assassinatos recentes de civis na Faixa de Gaza ©

A União Europeia (UE) apelou para que Israel e Palestina investiguem os recentes confrontos e apurem as denúncias de assassinatos de civis, disse no domingo (15) a porta-voz da Comissão de Relações Exteriores e Segurança da União Europeia.

"Em Gaza, na sexta-feira, milhares de palestinos protestaram, às vezes violentamente, perto da cerca… Na Cisjordânia ocupada, no sábado, uma mulher palestina foi morta por um tiro de pedra. Três civis israelenses também foram mortos nos últimos dias e semanas. os incidentes precisam ser investigados e os agressores levados à justiça ", disse a porta-voz da política de relações exteriores e segurança da União Europeia, Maja Kocijancic, em um comunicado.

A União Europeia apelou igualmente a todas as partes envolvidas para que não haja novas execuções. Além disso, o bloco reiterou que viu um acordo político como a única solução para o conflito.

A declaração da porta-voz da UE vem na sequência de relatórios na sexta-feira afirmando que pelo menos sete manifestantes palestinos foram mortos em confrontos com as tropas israelenses perto da fronteira da Faixa de Gaza.

Os militares israelenses, por sua vez, explicaram que as tropas abriram fogo contra um grupo de militantes palestinos, que se aproximaram de um posto do exército e detonaram uma bomba.

As tensões entre o exército israelense e os manifestantes palestinos perto da fronteira de Gaza vêm aumentando desde o final de março, época de início da série de manifestações da Grande Marcha de Retorno.

308


Envie seu comentário

Seu e-mail não poderá ser publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *.

*

Mensagem do Imam Khomeini para os muçulmanos do mundo pela ocasião do Hajj 2018