Moro decide que Lula não terá privilégios em visitas

Moro decide que Lula não terá privilégios em visitas

Em despacho publicado nesta segunda-feira (9) o juiz Sérgio Moro comunicou a decisão de que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva não terá esquema diferenciado em visitações na sede da Polícia Federal de Curitiba, onde está preso desde o último sábado (7).

"Nenhum outro privilégio foi concedido, inclusive sem privilégios quanto a visitações, aplicando-se o regime geral de visitas da carceragem da Polícia Federal, a fim de não inviabilizar o adequado funcionamento da repartição pública", escreveu o juiz.

O advogado de Lula, Cristiano Zanin Martins, disse que o ex-presidente poderá receber visitas apenas às quartas-feiras, com exceção dos seus advogados.

Moro detalhou que foi autorizado para Lula um aparelho de televisão para a cela onde está preso.

"Além do recolhimento em Sala do Estado Maior, foi autorizada pelo juiz a disponibilização de um aparelho de televisão para o condenado", afirmou Moro.

Lula tenta incluir no rol de visitantes permitidos parlamentares do PT, como a presidente do partido Gleisi Hoffmann.

308


Envie seu comentário

Seu e-mail não poderá ser publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *.

*

Mensagem do Imam Khomeini para os muçulmanos do mundo pela ocasião do Hajj 2016