Temer sanciona reforma trabalhista: 'a caravana está passando'

  • Código da notícia : 842160
  • Font : br.sputniknews
Brief

Ao sancionar o texto da nova lei trabalhista nesta quinta-feira (13), Michel Temer, que enfrenta uma denúncia por corrupção passiva, minimizou a impopularidade e as críticas à reforma trabalhista, afirmando que "o importante é que enquanto alguns protestam, a caravana passe".

Michel Temer sancionou na tarde desta quinta-feira (13) o texto da reforma trabalhista em uma cerimônia que contou com a presença dos ministros de confiança do presidente. As novas normas trabalhistas entram em vigor em 120 dias. Entretanto, uma medida provisória ainda pode alterar a lei até o fim deste prazo. 

"Nós estamos preservando todos os direitos dos trabalhadores. Não é que nós queríamos preservar, é que a Constituição Federal assim o determina", disse Temer durante cerimônia nesta tarde. 

"Mas o importante é que enquanto alguns protestem, a caravana passe. E a caravana está passando. Isto é que é importante", frisou Temer ao comentar as críticas à reforma. 

Em tumultuada sessão, o texto principal da reforma trabalhista foi aprovado no Senado por 50 votos a 26 na última terça-feira (11).
Junto com a reforma da Previdência, a reforma trabalhista é uma das principais apostas do governo Michel Temer para o sucesso da sua agenda econômica. Segundo o presidente e demais defensores da medida, o mercado de trabalho brasileiro precisa passar por mudanças profundas para se adequar às novas realidades.

A nova lei, entretanto, é extremamente impopular e é criticada por tirar direitos e garantias históricos do povo brasileiro, deixando o trabalhador mais vulnerável e só gerando benefícios para os empregadores.

308


Conteúdo relacionado

Envie seu comentário

Seu e-mail não poderá ser publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *.

*

Mensagem do Imam Khomeini para os muçulmanos do mundo pela ocasião do Hajj 2016
A MENTIRA

A MENTIRA