Trump dando instruções que ele mesmo viola

Trump dando instruções que ele mesmo viola

Perante a persistência do governo sírio em libertar completamente a província de Idlib dos terroristas, o líder norte-americano Donald Trump pediu à Rússia e ao Irã para que não participem de possível ofensiva, pois, caso contrário, cometeriam junto com Damasco um "grave erro humanitário".

Idlib continua sendo o último reduto de radicais no país árabe. A situação em torno da província piorou após Moscou e Damasco terem avisado que os militantes junto com os Capacetes Brancos estariam planejando encenar um ataque químico para culpar o governo sírio e justificar possível uso de força militar por parte de potências ocidentais.

Os EUA, o Reino Unido e a França coordenaram um ataque aéreo maciço contra a Síria em abril de 2018, depois que o alegado uso de armas químicas em Douma havia sido relatado pela controversa organização dos Capacetes Brancos, que foi repetidamente flagrada encenando ataques com uma bandeira falsa.


Envie seu comentário

Seu e-mail não poderá ser publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *.

*

Mensagem do Imam Khomeini para os muçulmanos do mundo pela ocasião do Hajj 2018