AIEA rejeita pedido de Israel para inspecionar instalação do Irã

AIEA rejeita pedido de Israel para inspecionar instalação do Irã

A Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA, na sigla em inglês) recusou-se a "valorizar" a afirmação recente de Israel de que o Irã tem um armazém atômico secreto.

"A Agência usa todas as informações relevantes de salvaguardas disponíveis, mas não recebe nenhuma informação sem fundamenta ", disse o diretor-geral da AIEA, Yukiya Amano, em um comunicado divulgado na terça-feira.

Embora Amano não tivesse feito uma referência explícita à alegação do primeiro-ministro do regime sionista Benjamin Netanyahu contra o Irã, mas é seu primeiro pronunciamento público desde revelação do discurso do premiê israelense.

"Deve-se notar que, sob a estrutura de averiguação existente, a Agência envia inspetores para locais e instalações apenas quando fosse necessário", acrescentou. Amano enfatizou ainda que o trabalho da AIEA relacionado à verificação nuclear "deve ser sempre imparcial, factual e profissional", dizendo: "Para manter a credibilidade, a independência da Agência em relação à implementação das atividades de verificação é de suma importância".

O chefe da AIEA acrescentou que a agência está realizando a verificação e o monitoramento dos compromissos nucleares do Irã sob o acordo nuclear de 2015, oficialmente conhecido como Plano Integral de Ação Conjunta (JCPOA), assinado pelo Irã com as principais potências mundiais.

"Essas atividades continuarão sendo realizadas dentro dos parâmetros das decisões relevantes e resoluções da Junta de Governadores da AIEA e do Conselho de Segurança da ONU, conforme apropriado", ressaltou. Apontando para seus relatórios ao Conselho de Diretores da AIEA, Amano observou que a agência continuaria suas avaliações com relação à ausência de "material nuclear não declarado e atividades para o Irã".

"A Agência continua a avaliar as declarações do Irã sob o Protocolo Adicional e conduziu acessos complementares sob o Protocolo Adicional a todos os locais e instalações no Irã que precisava visitar", disse o chefe da agência nuclear da ONU.

Em sua declaração introdutória à Junta de Governadores em Viena, em 10 de setembro, Amano tinha dito que o Irã estava cumprindo todos os seus compromissos sob o acordo nuclear de 2015.

Ele acrescentou que a AIEA continuaria a verificar o não desvio de material nuclear declarado pelo Irã sob o seu Acordo de Salvaguardas.

Mais tarde, em seu discurso de abertura na 62ª Conferência Geral da AIEA, em Viena, em 17 de setembro, o diretor geral da AIEA reafirmou que o Irã estava em conformidade com o acordo nuclear.

308


Envie seu comentário

Seu e-mail não poderá ser publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *.

*

Mensagem do Imam Khomeini para os muçulmanos do mundo pela ocasião do Hajj 2018