Chancelaria iraniana protesta o disparo do Exército da Somália contra o barco da pesca iraniano

Chancelaria iraniana protesta o disparo do Exército da Somália contra o barco da pesca iraniano

O porta-voz do Ministério do Exterior do Irã, Bahram Qassemi, condenou a Somália por abrir fogo em um barco de pesca iraniano e matar o capitão do navio e ferir outro marinheiro.

"O Irã transmitiu o protesto à Somália a este respeito através de canais relevantes", disse Bahram Qassemi à ISNA na quarta-feira.

Ele acrescentou que o Ministério das Relações Exteriores iraniano esta acompanhando o assunto.  Na semana passada, autoridades regionais somalis disseram que o capitão iraniano de um barco de pesca foi morto e outro marinheiro ficou ferido depois que as forças de segurança abriram fogo no navio durante uma operação no Oceano Índico, segundo relatórios.

Os funcionários alegaram que o tiroteio ocorreu depois que as forças policiais marítimas em Puntland, uma região autônoma do nordeste da Somália, descobriram que duas embarcações, suspeitas estavam pescando ilegalmente na sexta-feira nas águas da Somália.

O coronel Mohamed Abdi Hashi, da polícia do Puntland, disse que as forças de segurança abriram fogo contra os barcos quando ignoraram as ordens para parar e tentaram escapar, acrescentando que um barco foi apreendido enquanto o outro fugia.

De acordo com o funcionário, o capitão do navio apreendido foi morto e um segundo marinheiro ficou ferido, enquanto outros 16 membros da tripulação ficaram ilesos e detidos. Ele disse que não tinha certeza se alguma autoridade política somaliana havia feito qualquer contato com o Irã sobre o incidente.

308


Envie seu comentário

Seu e-mail não poderá ser publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *.

*

Notícias do luto ao Imam Hussein pelo mundo
Mensagem do Imam Khomeini para os muçulmanos do mundo pela ocasião do Hajj 2018
Mensagem do Imam Khomeini para os muçulmanos do mundo pela ocasião do Hajj 2016