Chefe do Mossad confessa estar por trás dos distúrbios no Irã

Chefe do Mossad confessa estar por trás dos distúrbios no Irã

O chefe do serviço de inteligência de Israel (Mossad), Yossi Cohen, confessou na terça-feira o envolvimento do regime de Tel Aviv em atos vandálicos registrados em algumas cidades do Irã, durante os protestos pela situação econômica.

Durante uma sessão no ministério da economia do regime de Israel, o diretor do Mossad manifestou seu respaldo aos atos violentos que ocorreram durante as manifestações que se iniciaram pacificamente em protesto pelo desemprego.

“Israel tem olhos, ouvidos e inclusive uma atenção especifica” pelo Irã, indicou Cohen, acrescentando que ao seu país “gostaria de ver uma revolução” no Irã.

Conquanto indicasse que os problemas econômicos “tivessem levado à gente às ruas”, admitiu que não houvesse resultado favorito ao regime israelense, de “ver uma revolução” no Irã. “Têm-se de rebaixar as expectativas”, disse ele.

De igual modo, afirmou que o Mossad procura uma “superioridade total “em espionagem” em todo o mundo”. “Não podemos ser os segundos quanto a pessoal, defesa ante ciberataques e espionagem”, disse.

Algumas cidades iranianas têm sido testemunhas de manifestações pacíficas contra a inflação e o desemprego, mas os inimigos de Teerã, liderados por os EUA e o regime de Israel, aproveitaram a oportunidade para atentar contra a Revolução Islâmica por meio de suas ações e elementos infiltrados nas manifestações, visando atuar vandalismo.

Mas, o seu complô foi neutralizado e os iranianos expressaram o seu apoio à Revolução Islâmica recusando as intervenções estrangeiras.

O Líder da Revolução Islâmica de Irã, o aiatolá Seyed Ali Khamenei, prometeu na terça-feira que os danos provocados por Estados Unidos e seus cúmplices durante os distúrbios no país não ficarão sem respostas.

O presidente do Irã, Hassan Rouhani, por sua vez, destacou no mesmo dia a resposta adequada de todos os iranianos em rejeição à ingerência externa nos assuntos internos do país, que tem neutralizado outro complô do inimigo e desmantelado seus planos anti-iranianas.

 308


Envie seu comentário

Seu e-mail não poderá ser publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *.

*

Quds cartoon 2018
Mensagem do Imam Khomeini para os muçulmanos do mundo pela ocasião do Hajj 2016