Irã: complôs israelenses não marginalizarão o objetivo palestino

  • Código da notícia : 869977
  • Font : parstoday
Brief

O Irã reitera o seu apoio à causa palestina e assegura que as tentativas do regime israelita de marginalizar o objetivo palestino não terão resultados.

"Certamente, as tramas sionistas para marginalizar o objetivo palestino não irão a lugar algum", disse o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores iraniano, Bahram Qassemi, em um comunicado divulgado na quarta-feira por ocasião do Dia Internacional da Solidariedade com o Povo Palestino, que recorda anualmente no dia 29 de novembro de 1977, pela Organização das Nações Unidas (ONU).

Recordando 70 anos de ocupação dos territórios palestinos pelo regime de Tel Aviv, Qassemi apontou que durante esse tempo a nação oprimida da Palestina sofreu constantes brutalidades, estupros, crimes, massacres, limpeza étnica e apartheid.

O diplomata iraniano lamentou que, nas últimas sete décadas, poucas pessoas ouviram seus gritos de queixa e ficaram com essa nação que foi privada de seus direitos fundamentais e principais.

Isso ocorre enquanto o regime israelense continua com seus programas de ocupação, genocídio, crimes contra a humanidade e terrorismo de estado, "agredindo a paz e normas de segurança internacionais", afirmou Qassemi.

Apesar de tudo isso, "a história da Palestina nas últimas sete décadas mostrou que a resistência e defesa legítima são o único meio de enfrentar a dominação e a demanda excessiva do inimigo ocupante", além de facilitar o retorno dos Refugiados palestinos em sua terra natal e libertar os territórios ocupados, destacou o porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros iraniano. Qassemi reiterou que a "nação iraniana" foi e será do lado dos palestinos nestes dias turbulentos e continuará a expressar solidariedade com o povo palestino.

Em cinco de junho de 1967, a Guerra dos Seis Dias começou, quando Israel iniciou a ocupação da região oriental da Palestina, que mantém até hoje, e a da Faixa de Gaza, que foi submetida a um bloqueio implacável há anos, exatamente desde a partida do exército israelense do enclave costeiro em 2005.

308


Envie seu comentário

Seu e-mail não poderá ser publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *.

*

Mensagem do Imam Khomeini para os muçulmanos do mundo pela ocasião do Hajj 2016