Irã rejeita acusação de treinamento de militantes do Talibã

Irã rejeita acusação de treinamento de militantes do Talibã

Teerã rejeitou veementemente um relatório da mídia britânica, segundo o qual membros do grupo militante Talibã, do Afeganistão, estão sendo treinados no Irã, dizendo que tais acusações são destinadas a prejudicar as relações próximas entre os dois países vizinhos.

Na segunda-feira, o jornal britânico "The Times" citou autoridades dos Talibãs e do Afeganistão dizendo que centenas de militantes deste grupo estão recebendo treinamento avançado de forças especiais em academias militares no Irã.

No entanto, a embaixada iraniana em Cabul disse em um comunicado na quarta-feira que o objetivo de tais alegações "falsas e não documentadas" é travar "uma guerra psicológica" e prejudicar as relações amistosas entre os governos iraniano e afegão.

Em vez de propagar as acusações “infundadas” contra os vizinhos do Afeganistão, a mídia deve trabalhar para encontrar as causas do fracasso da chamada luta antiterrorismo por certos governos no país asiático.

"Como a República Islâmica do Irã repetidamente tem afirmado, nunca interferia nos assuntos internos do Afeganistão e sempre alinhar a busca de um aumento nos esforços globais para reforçar o governo afegão e diminuir o sofrimento de seu povo", acrescentou o comunicado. Descreveu também o terrorismo e o extremismo como ameaças conjuntas a todos os países da região, sublinhando a necessidade de cooperação mútua para combater tais ameaças.

Como no passado, disse o comunicado, Teerã ajuda a fortalecer a paz e restaurar a estabilidade no Afeganistão. Os EUA e seus aliados invadiram o Afeganistão sob o pretexto da guerra contra o terror.

Cerca de 17 anos depois, o Talibã apenas aumentou sua campanha de violência em todo o país, atingindo tanto civis como forças de segurança em ataques sangrentos.

Mais recentemente, o grupo terrorista takfiri de Daesh também se aproveitou do caos e estabeleceu uma posição no leste e no norte do Afeganistão.  .

O Daesh intensificou seus ataques e atividades terroristas em Afeganistão depois de perder suas bases no Iraque e na Síria, apesar da presença de milhares de tropas estrangeiras em solo afegão.

308


Envie seu comentário

Seu e-mail não poderá ser publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *.

*

Notícias do luto ao Imam Hussein pelo mundo
Mensagem do Imam Khomeini para os muçulmanos do mundo pela ocasião do Hajj 2018
Mensagem do Imam Khomeini para os muçulmanos do mundo pela ocasião do Hajj 2016