Irã teria transportado seus armamentos à Rússia contrariando resolução da ONU

  • Código da notícia : 848074
  • Font : br.sputniknews
Brief

O Irã, violando a resolução do Conselho de Segurança da ONU, teria transportado componentes de armamentos ofensivos pesados ao território russo através da Síria para receber assistência técnica, afirma o jornal alemão Welt am Sonntag citando fontes anônimas em "serviços de inteligência ocidentais".

Segundo o artigo, em junho, aviões iranianos teriam supostamente aterrissado por duas vezes na base aérea síria de Hmeymim, para onde foi levada uma carga militar destinada à Rússia. O artigo não menciona, no entanto, quais eram os armamentos.
Em seguida, a carga teria sido levada para o porto sírio de Tartus e depois carregado no navio de transporte russo Sparta-3 e levada para a cidade de Novorossiysk, no sul da Rússia.

Como prova, o jornal publicou uma imagem de satélite, indicando que esta mostra alegadamente um Boeing iraniano na base de Hmeymim, sem mencionar a origem exata da imagem.

Estas ações, de acordo com as fontes citadas pelo Welt am Sonntag, violam a resolução 2231 do Conselho de segurança da ONU, baseada no Plano de Ação Conjunto Global para o programa nuclear iraniano.

Segundo os artigos da resolução, ao Conselho de Segurança cabe decidir permitir ou não fornecimentos de armas ao Irã, tais como tanques, veículos blindados, aviões e helicópteros de combate, entre outros, assim como fornecer peças para tais armamentos e prestar serviços ligados a estes.

Um senador russo comentou a matéria do jornal alemão, afirmando que o Irã não precisa de enviar seu equipamento militar à Rússia para receber assistência, pois tem seu próprio pessoal, treinado por especialistas russos.

"A Rússia forneceu ao Irã grande quantidade de equipamento militar que precisa de manutenção técnica. Além disso, a Rússia treinou especialistas iranianos que podem cumprir este tipo de trabalho", disse o vice-presidente do Comitê de Defesa e Segurança do Senado russo, Frants Klintsevich.

De acordo com o senador, os treinamentos foram realizados em plena conformidade com as normas internacionais e sem as violar.

Por sua vez, o especialista em armamento Igor Korotchenko acredita que as afirmações da mídia não correspondem à verdade, tendo por objetivo denegrir as ações da Rússia destinadas a estabilizar a situação na Síria.

308


Envie seu comentário

Seu e-mail não poderá ser publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *.

*

Mensagem do Imam Khomeini para os muçulmanos do mundo pela ocasião do Hajj 2016
A MENTIRA

A MENTIRA