Larijani: ”Formação de um grupo de trabalho conjunto com os países da América Latina”

  • Código da notícia : 846845
  • Font : parstoday
Brief

O presidente da Assembleia Consultiva Islâmica do Irã (Parlamento) com referência à necessidade de desenvolver as relações com países da América Latina disse que a formação de um grupo de trabalho conjunto entre a República Islâmica do Irã e o Parlamento do Mercosul (parlasur) irá contribuir a promoção interações e intercâmbios com estes grupos dos países e particular com o Mercosul.

 

Atualmente, o Mercosul é formado por cinco membros plenos: Argentina, Brasil, Uruguai, Paraguai e Venezuela, o que está suspensa do bloco a partir de dezembro de 2016.  No mesmo ano, foi assinado o Protocolo de Adesão da Bolívia ao MERCOSUL, que, uma vez ratificado pelos congressos dos Estados Partes, fará do país andino o sexto membro pleno do bloco.

Chile (desde 1996), Peru (desde 2003), Colômbia, Equador (desde 2004), Guiana e Suriname (ambos desde 2013) são membros associados do Bloco.

Com a incorporação da Venezuela, o MERCOSUL passou a contar com uma população de 270 milhões de habitantes (70% da população da América do Sul); PIB de US$ 3,2 trilhões (80% do PIB sul-americano); e território de 12,7 milhões de km² (72% da área da América do Sul).

O MERCOSUL passa a ser, ainda, ator incontornável para o tratamento de duas questões centrais para o futuro da sociedade global: segurança energética e segurança alimentar. Além da importante produção agrícola dos demais Estados Partes, o MERCOSUL passa a ser o quarto produtor mundial de petróleo bruto, depois de Arábia Saudita, Rússia e Estados Unidos.

Ali Larijani na segunda-feira numa reunião com Presidente brasileiro do Parlasul, o deputado Arlindo Chinaglia, em Teerã, salientou: a República Islâmica do Irã tem uma atenção especial para os países da América Latina, particularmente a Bloco econômico de Mercosul.

Larijani, enfatizando a necessidade de promover e desenvolver relações com os países da América Latina acrescentou: “Criar e formação grupos de trabalho pode ser uma solução para incrementar a cooperação entre os dois Parlamentos, iraniano e o Parlasul”.

O chefe do legislativo iraniano também disse que um dos sinais positivos desta cooperação inter-parlamentar, será o fortalecimento das consultas políticas e o uso das capacidades para resolver várias questões e temas.

 

Arlindo Chinaglia, por sua vez, acrescentou: o Parlasul está interessado para ampliar as relações económicas e políticas do Bloco com o Irã, portanto, podendo definir neste sentido bons programas para fortalecer as relações entre os dois lados.

Chinaglia abraçando a proposta de formação de um grupo de trabalho entre o Parlamento do Irã e do Parlasul, disse que os países da América Latina estão disponíveis e prontos para o desenvolvimento das relações comerciais com a República Islâmica do Irã.

Arlindo Chingalia está no Irã a participar da cerimonia da posse do Presidente Hassan Rouhani. A cerimônia contou com a presença em Teerã, com mais de uma centena de representantes de 85 países e 8 organizações internacionais.

Os chanceleres dos países membros do Mercado comum do Sul (Mercosul) decidiram no sábado suspender adesão da Venezuela ao bloco econômico, aludindo para uma suposta "ordem democrática". 

308


Envie seu comentário

Seu e-mail não poderá ser publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *.

*

Mensagem do Imam Khomeini para os muçulmanos do mundo pela ocasião do Hajj 2016
A MENTIRA

A MENTIRA