"Meios de comunicação como HispanTV ou PressTV publicam realidades que os EUA desprezam”

O Irã denuncia o bloqueio de sua mídia nas redes sociais.

"O único crime que cometeram meios de comunicação independentes, como a Press TV, HispanTV, Al-Alam Sahar TV, Kosar, entre outros, é apresentar as realidades que o governo dos EUA e seus aliados não gostam de ser publicadas", lamenta a Voz exterior da Radiodifusão da República Islâmica do Irã (IRIB, por sua sigla em inglês).

Em comunicado divulgado no sábado, o Serviço Exterior da IRIB criticou a censura nas redes sociais de vários meios de comunicação iranianos, incluindo a HispanTV.

Censura dessas contas nas redes sociais é realizada em uma tentativa de silenciar a voz dos meios de comunicação independentes e alternativos e mostra que as “o embelezado slogans sobre a liberdade de expressão que os países imperialistas e seus aliados insinuaram e neles insistem “são falsas”, diz o texto”.

Essas críticas vêm como vários grupos terroristas na região da Ásia ocidental, como os takfiris de Daesh e regimes que massacram as crianças, e continuam tranquilamente suas atividades em redes sociais e no mundo real, acrescenta o comunicado.

Em outra parte do comunicado, o Serviço Exterior de IRIB desmente as acusações dos gestores dessas redes sociais contra a mídia iraniana e insiste em que as redes de televisão e agências de notícias da República Islâmica estão sempre comprometidas com a defesa dos povos oprimidos e revelam os crimes dos Estados imperialistas e seus fantoches.

Os meios de consumição censurados, não se difundam falsos relatórios, reiterando em seguida, enfatizando que o crime das cadeias iranianas é somente revelar os delitos do regime sionista e seus líderes na Palestina e no Iêmen e em outras partes do mundo.

A empresa norte-americana Google bloqueou desde a última terça-feira o acesso da HispanTV às suas contas do YouTube e Google Plus. Dada esta situação, a HispanTV provisoriamente criou novas contas no YouTube e no Google Plus.

Em meados de 2017, o site de compartilhamento de vídeos do YouTube bloqueou a transmissão ao vivo da HispanTV. Além disso, o provedor de satélite espanhol Hispasat parou a prestação de seus serviços a HispanTV e PressTV em  2012.

Por seu lado, a República Islâmica enfatiza que essas pressões e limitações se devem à grande influência que os meios de comunicação independentes iranianas têm sobre a opinião pública mundial.

308


Envie seu comentário

Seu e-mail não poderá ser publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *.

*

Mensagem do Imam Khomeini para os muçulmanos do mundo pela ocasião do Hajj 2018