Ministro iraniano: o conselheiro militar decapitado prova da brutalidade de Daesh

  • Código da notícia : 847843
  • Font : parstoday
Brief

O ministro da Cultura e orientação islâmica do Irã ofereu suas condolências neste sábado sobre a execução de um militar na Síria pelo Daesh (ISIS), descrevendo-o como uma manifestação de brutalidade pelos terroristas Takfiris.

Reza Salehi Amiri disse em sua mensagem que o martírio de Mohsen Hojajji é uma manifestação de implacável hostilidade e violência pelos inimigos do Islã.

Hojajji, 25, foi tomado como refém e decapitado recentemente pelos terroristas de Daesh Takfiri na Síria.

O assassinato provocou condenações maciças pelas autoridades iranianas e autoridades.

Reagindo ao ato cruel, o ministro das Relações Exteriores, Mohammad Javad Zarif, em uma mensagem na sua página do Instagram, comemorou os sacrifícios feitos por todos os conselheiros militares iranianos, conhecidos no Irã como "Defenders of Shrine", inclusive Mohsen Hojajji.

"Eles sacrificaram suas vidas para combater crimes de terroristas de Takfiri e garantir segurança e paz para os muçulmanos oprimidos da região", disse Zarif.

Enquanto isso, o Comandante da Força de Quds, Major-General Qasem Soleimani, em reação ao ato brutal de Daesh prometeu limpar a região de elementos do grupo terrorista.

"Esse crime que aconteceu várias vezes contra os muçulmanos sunitas e xiitas na região aumentará a consciência e a União dos muçulmanos contra o fenômeno sinistro [do terrorismo]", disse o comandante.

 

308


Envie seu comentário

Seu e-mail não poderá ser publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *.

*

Mensagem do Imam Khomeini para os muçulmanos do mundo pela ocasião do Hajj 2016
A MENTIRA

A MENTIRA