'Pressões dos EUA não podem mudar as políticas regionais do Irã'

'Pressões dos EUA não podem mudar as políticas regionais do Irã'

Um alto escalão militar iraniano afirmou que as pressões dos EUA geraram resultados contrários e que suas tentativas de fazer o Irã se ajoelhar são em vão.

O assessor do líder da Revolução Islâmica do Irã nos assuntos da indústria de defesa, brigadeiro general Husein Dehqan, questionou no sábado os comentários do presidente do país norte-americano, Donald Trump, sobre os efeitos que as pressões de Washington terão. sobre a conduta de Teerã na região do Oriente Médio.

"A avaliação de Trump de uma eventual mudança na política regional do Irã, devido às pressões e medidas dos EUA, é completamente incorreta. Sua retórica deriva de sua falta de conhecimento do sistema da República Islâmica ", disse ele.

Depois de ter salientado que Teerã não tem laços políticos com Washington para os quais é forçado a ajustar suas políticas em favor dos americanos, ele lembrou que após a vitória da Revolução Islâmica as pressões que os EUA tem exercido contra o país persa têm causado resultados contrários ao que se esperava desde que o povo iraniano foi mais firme, mais prudente e mais fiel aos ideais da Revolução.

O ex-ministro da Defesa do Irã também rejeitou as opressões ocidentais para negociar a capacidade dos mísseis iranianos e enfatizou que esta questão não foi incluída nas negações para alcançar o acordo nuclear entre o país persa e o então Grupo 5 + 1 e que Teerã nunca negociará seu programa de dissuasão de mísseis e capacidade defensiva.

"O poder dos mísseis do Irã é parte do poder de seu povo", disse ele, acrescentando que o inimigo não tolera qualquer elemento de poder da nação iraniana, porque, de fato, ele recorre a qualquer medida para destruí-lo.

O Irã deixou claro que seu poder defensivo, incluindo o programa balístico, é uma linha vermelha, cujo objetivo é preservar sua soberania e integridade territorial, mas que, dada sua natureza dissuasora, não representa ameaça para a região. De fato, ele aponta que ele desenvolve suas capacidades defensivas em proporção às ameaças, sem a permissão de potências estrangeiras.

 308


Envie seu comentário

Seu e-mail não poderá ser publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *.

*

Quds cartoon 2018
Mensagem do Imam Khomeini para os muçulmanos do mundo pela ocasião do Hajj 2016