EUA rejeitam oferta da Turquia para libertar pastor em troca de multas multibilionárias

EUA rejeitam oferta da Turquia para libertar pastor em troca de multas multibilionárias

A administração Trump rejeitou a oferta da Turquia de libertar um pastor norte-americano em troca de livrar um grande banco turco de bilhões de dólares em multas dos EUA, informaram relatórios na segunda-feira.

Washington e Ankara continuam presos em uma disputa amarga sobre os quase dois anos de prisão do pastor Andrew Brunson  por causa das acusações de terror, que provocaram uma briga comercial, a qual  fez com que a lira turca entra em queda livre e significada desvalorização em face de moeda norte-americana.

Em troca da libertação de Brunson, e de outros cidadãos dos EUA, além de três cidadãos turcos que trabalham para o governo dos EUA, a Turquia pediu a Washington uma investigação sobre o Halkbank , que enfrenta possíveis multas por ajudar o Irã a escapar das sanções dos EUA. Mas os EUA disseram que as discussões sobre as multas e outras áreas de disputa entre os dois países estavam fora de questão até que Brunson fosse libertado, disse um funcionário da Casa Branca ao Wall Street Journal.

Trump disse que dobrou as tarifas sobre alumínio e aço da Turquia, levando a Ancara a aumentar drasticamente as tarifas de vários produtos norte-americanos. Um tribunal rejeitou outro recurso a libertar Brunson e a Turquia ameaçou responder em espécie caso Washington impusesse novas sanções.

308


Conteúdo relacionado

Envie seu comentário

Seu e-mail não poderá ser publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *.

*

Mensagem do Imam Khomeini para os muçulmanos do mundo pela ocasião do Hajj 2018