Ministério Público belga ordena detenção de Puigdemont

  • Código da notícia : 864878
  • Font : dn
Brief

Ex-presidente do governo catalão deverá ser detido na Bélgica antes da nomeação de um juiz que decida o que fazer quanto ao mandado de detenção europeu.

O Ministério Público da Bélgica pediu a detenção de Carles Puigdemont, que se encontra no país juntamente com outros quatro ex-dirigentes do governo da Catalunha.

Os cinco antigos elementos do executivo catalão serão detidos pela polícia antes da designação de um juiz de instrução, refere o El Pais. “Depois de estarem privados de liberdade, poderão comparecer ao juiz”, informou o Ministério Público belga.

Em comunicado, aquele organismo admitiu estar em contacto com os Puigdemont e os quatro ex-conselheiros que se encontram na Bélgica: Antoni Comín (Saúde), Clara Ponsatí (Ensino), Lluís Puig (Cultura) e Meritxell Serret (Agricultura).

Espera-se agora por uma decisão judicial que determine se as autoridades belgas aceitam o mandados de detenção e enviam os envolvidos para prisão preventiva ou se os libertam mediante “algumas condições”.

Uma vez que os ex-governantes se encontram na mesma região do país, é provável que o juiz nomeado para analisar os casos seja o mesmo e terá 24 horas para decidir o que acontecerá a Carles Puigdemont e aos ex-conselheiros.

308


Envie seu comentário

Seu e-mail não poderá ser publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *.

*

Mensagem do Imam Khomeini para os muçulmanos do mundo pela ocasião do Hajj 2016
A MENTIRA