Promotoria sul-coreana pede 30 anos de prisão para a ex-presidente Park

Promotoria sul-coreana pede 30 anos de prisão para a ex-presidente Park

A Promotoria sul-coreana fez um pedido nesta terça-feira de 30 anos de cárcere e uma multa de 110 milhões de dólares para a ex-presidente Park Geun-hye, acusada de corrupção e abuso do poder. Park, cessada no ano passado pelo Parlamento, encontra-se em detenção provisória.

“Requeremos ao tribunal que pronuncie uma sentença de 30 anos de cárcere e uma multa de 118 500 milhões de wons (110 milhões de dólares) contra a acusada, que deve ser conceituada culpada em última instância do escândalo enquanto 18º presidente” da Coreia do Sul tem indicado a Promotoria em um comunicado.

Park é acusada de ter aceitado, em colusao com seu confidente Choi Soon-sil, subornos ou promessas de suborno por  mais de 59 200 milhões de wons (moeda oficial sul-coreana) por parte dos conglomerados industriais sul-coreanos Samsung, Lotte e SK, a mudança de favores políticos.

Sobre a ex-presidente destituída também pesam cargos como ter obrigado a 18 grandes empresas a “doar” um total de 77 400 milhões de wons a duas fundações controladas por Choi Soon-sil, a ‘assessora’ da então presidente do país.

308


Envie seu comentário

Seu e-mail não poderá ser publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *.

*

Mensagem do Imam Khomeini para os muçulmanos do mundo pela ocasião do Hajj 2018