Trump é criticado internamente por deixar acordo com Irã

Trump é criticado internamente por deixar acordo com Irã

A decisão de Donald Trump sobre retirar os Estados Unidos do acordo nuclear com o Irã causou, internamente, reações das principais lideranças dos partidos Republicano e Democrata, sobretudo no Congresso.

maioria republicana apontou erros que precisavam ser corrigidos, mas vários líderes viram de forma crítica a ruptura com países aliados. Os democratas criticaram, seguindo a linha do ex-presidente Barack Obama que nessa terça-feira (8) chama a posição assumida por Trump de um "grande erro".

O senado republicano, Bob Corker, do Tennessee, presidente do Comitê de Relações Exteriores do Senado, disse ter conversado com líderes europeus e "que espera poder negociar condições melhores.

"É decepcionante que a administração não tenha conseguido chegar a um acordo com nossos aliados", afirmou, em tom crítico.  Mas o senador afirmou que "acredita que a gestão Trump irá agir rapidamente para trabalhar em direção a um acordo melhor".

O senador republicano, Jeff Flake, do Arizona, afirmou que permitir que o Irã contorne as restrições impostas a seu programa nuclear "seria imprudente", mas que a saída do acordo foi uma decisão errada.  

308


Conteúdo relacionado

Envie seu comentário

Seu e-mail não poderá ser publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *.

*

Mensagem do Imam Khomeini para os muçulmanos do mundo pela ocasião do Hajj 2018