Doutrina da Necessidade de Buscar o Conhecimento

Nós acreditamos que Deus nos dotou de discernimento e de intelecto, e que

nos ordenou que meditássemos sobre a Sua Criação, para que nela descobrís- semos os sinais do Seu Poder e da sua Glória, espalhados por todo o Universo
e dentro de nós próprios.

Nós acreditamos que Deus nos dotou de discernimento e de intelecto, e que

nos ordenou que meditássemos sobre a Sua Criação, para que nela descobrís- semos os sinais do Seu Poder e da sua Glória, espalhados por todo o Universo

e dentro de nós próprios. Numa passagem do Alcorão lê-se:

“De pronto lhes mostraremos os Nossos sinais em todas as regiões (daterra), assim como em suas próprias pessoas, até que lhes seja esclarecido que ele (o Alcorão) é a verdade. Acaso não basta teu Senhor, Que éTestemunha de tudo?”

(C.41 – V.53)

Allah, Deus em árabe, dá-nos conta da sua desaprovação por aqueles

que, cegamente, e sem questionar, seguem os modos e costumes dos seus antecessores:

“ ... Dizem: Qual! Só seguimos as pegadas dos nossos pais! Segui-las-iamainda que seus pais fossem destituídos de compreensão e orientação?”

(C.2 – V.170).

O Clemente condena igualmente o egoísmo no Homem, e desaprova osque agem pensando apenas nos seus interesses pessoais.

“ ... porque não professam mais do que a conjectura ...”

(C.6 – V.116).

Na verdade, o nosso intelecto incita-nos a refletir sobre a natureza da Criação, de modo a compreender o próprio Criador do Universo, da mesma forma que tentamos compreender a legitimidade ou não, dos que se proclamam Seus Profetas e dos seus milagres. Não se deve aceitar, sem indagarou refletir com o menor senso de crítica, as idéias de outrem, mesmo quese trate de alguém dotado de elevada inteligência ou posição social.

O Alcorão incita-nos a refletir sobre a natureza da Obra de Deus, a estudar o mundo que nos rodeia, e adquirir o conhecimento fazendo uso da nossa liberdade de pensamento que é instintiva, sobre a qual todos os grandes pensadores islâmicos estão de acordo, de forma a iluminar a razão e a capacidade do engenho humano.

Assim, é obrigação do Homem jamais negligenciar essas capacidades com que foi dotado e que são as bases da sua fé, escolhendo seguir cega - mente a opinião de pretensos sábios. Ele deve usar o seu discernimento e inteligência para procurar as respostas para os grandes mistérios da fé, e tentar compreender os fundamentos do Islamismo tal como os con- ceitos que se referem à Unicidade de Deus, a Profecia, o Imamato e a Ressurreição. O Homem deve tentar compreender esses assuntos, e não apenas seguir aquilo que foi dito pelos seus antecessores sobre os mesmos.

Salientamos então dois aspectos muito importantes:

1) Há que tentar compreender e examinar os fundamentos da nossa crença, e não apenas acreditar naquilo que sobre ela nos foi dito;

2) As escrituras sagradas poderão confirmar os fundamentos da nossa crença, mas o mais importante é tentar compreendê-la e fazer uso da

capacidade de raciocínio com que fomos dotados.

308


Envie seu comentário

Seu e-mail não poderá ser publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *.

*

Notícias do luto ao Imam Hussein pelo mundo
Mensagem do Imam Khomeini para os muçulmanos do mundo pela ocasião do Hajj 2018
Mensagem do Imam Khomeini para os muçulmanos do mundo pela ocasião do Hajj 2016