Fátima (A.S.) Pioneira no Papel Político das Mulheres

  • Código da notícia : 814931
  • Font : welayatnet
Brief

Fátima (A.S.) perseverou em proteger a política da verdade com suas atitudes, palavras e sermões. Fátima (A.S.) não viveu reclusa, sua curta existência foi repleta de um maravilhoso esforço na causa divina em todos os fronts. Ela viveu para Allah e Sua Causa, e com a intenção de pôr em prática a verdade. Após o falecimento do Mensageiro de Allah (S.A.A.S.), Fátima (A.S.) iniciou uma luta sagrada de outro gênero. Sua maior preocupação então era provar o direito de Ali (A.S.) ao califado, como Imam escolhido por Deus. Todas as suas ações se concentraram nesse sublime objetivo.

Da maneira que Fátima (A.S.) falou aos muçulmanos sobre aquele direito – tal como as narrativas demonstram- ela foi uma combatente na causa de Allah. Usando a terminologia contemporânea podemos dizer que Fátima (A.S.) foi alguém que pôs em prática a ação política do modo mais enérgico. Colocou-se sozinha diante de um poder recém-estabelecido – ainda que as pessoas divergissem a respeito de sua natureza – enquanto Ali (A.S.) por outras circunstâncias, preferiu enfrentar o problema de uma maneira diferente.

Fátima (A.S.) estava sozinha na Mesquita, sozinha diante das mulheres dos Ansar e dos Muhajirun, sozinha na arena de Medina e sozinha em suas atitudes, quando as emoções da tristeza do falecimento do Mensageiro de Allah (S.A.A.S.) se agitavam num momento e em outro se transformavam no entusiasmo revolucionário. Assim, Fátima (A.S.) legitimou a participação política das muçulmanas, protagonizando o papel de oradora, sendo uma força dinâmica de oposição, com todo esforço e energia que esse papel exigia. Ela se distinguiu em sua oposição, desejou que esse protesto indignado permanecesse após sua morte ao expressar sua vontade de ser sepultada durante a noite, para que nenhum daqueles que a oprimiram ou que se desviaram da senda reta estivessem presentes.

308


Envie seu comentário

Seu e-mail não poderá ser publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *.

*

Mensagem do Imam Khomeini para os muçulmanos do mundo pela ocasião do Hajj 2016
O Perdão

O Perdão