Shaban, mês da bênção divina

  • Código da notícia : 827048
  • Font : parstoday
Brief

No Islã alguns meses há mais prioridade que outros. Esta virtude é às vezes por um acontecimento importante que ocorre em uma data especial . Agora , nos encontramos em um destes meses benditos e com virtude divina, isto é: Shaban . Um mês que se falou muito sobre sua grandeza escrevendo múltiplas orações e medidas práticas para realizar .

Neste mês ocorreram vários acontecimentos importantes. No mês de Shaban  nasceram os netos do profeta do Islã como Imam Hossein, hazrat Abolfazl, irmão do Imam Hosein assim como o Imam Sajjad .

Neste programa iremos conhecer as virtudes destes grandes homens que são exemplos à seguir .

A cidade de Medina, no terceiro dia de Shaaban, no quarto ano da hégira lunar, foi anfitrião da chegada de um bebê na família do Profeta, uma família que após a revelação da aleya Tathir, foi  reiteradas vezes cumprimentada com o título “Ahlul-Beit do Profeta”. Nasceu o segundo neto do profeta do Islã, Hossein, filho de Fatima Zahra e do Imam Ali .

Hussein foi muito querido pelo Profeta . Ele se tranquilizava em seus braços, enquanto a alma do Profeta se enchia de alegria quando estava próximo do Imam Hussein. A infância do Imam Hussein está plena de lembranças alegre dos momentos que passava com seu grande avô .

Desde o dia do nascimento de Hussein Ibn `Ali (que a paz esteja com ele ), que aconteceu no quarto ano da hégira, até o dia do falecimento de seu amado avô, o Mensageiro do Islã (que a paz esteja com ele ), aproximadamente seis anos e alguns meses depois, os muçulmanos, através do afeto e amor que expressava o Profeta (que a paz esteja com ele e seus descendentes ) por emam Hussein , descobriram a eminencia e grandeza deste terceiro Imam .

A frase mais eminente, pronunciada pelo Enviado de Deus (que a paz esteja com ele), que demonstra a relação espiritual e trascendental entre o Profeta (P) e do emam Hussein (que a paz esteja com ele ) foi esta : “Hussein é parte minha e eu sou parte de Hussein”.

O Hazrat Hussein, nos primeiros seis anos de sua infância passou  junto a seu honrado avô e após o  falecimento do Profeta (que a paz esteja com ele e seus descendentes ) viveu trinta anos junto a seu pai. Foi um pai instância, que não governou exceto com justiça, não viveu com exceção com pureza e devoção , que não viu, não desejou nem encontrou  ninguém exceto a Deus .

Entre outras características daquele Hazrat, foi sua preponderância a dar esmola em segredo longe da vista das pessoas . Durante a noite levava alimentos e outras coisas aos necessitados .  Por isso durante o Dia de Ashura se viu em algumas partes de seu corpo os signos do ônus pesados . Quando lhe perguntaram ao Imam Sajjad o motivo dessas impressões, disse: “são os signos de levar esmolas e presentes ocultos que meu pai leva durante as noites a órfões e privados da comunidade”.

 Um dos entusiastas loucos , à respeito, disse: os ombros e as costas que durante a noite levaram o pão aos necessitados de nossa comunidade, na tarde de Ashura foram rompidos pelos crueis.

No dia quatro do mês de Shaban no ano 26 da hégira lunar nasceu Hazrat Abbas, filho do Hazrat Ali ibne Talib (que a paz esteja com ele). Uma das bênçãos que Deus havia derramado sobre Abbas é que ele além de desfrutar de uma conduta moral excelente, tinha um belo rosto e um corpo adequado que demonstrava sua valentia. Sua aparência foi espelho de seu interior e seu rosto iluminado brilhava como uma lua, pelo que foi conhecido como Qamar Bani Hashem (a lua do povo  de Banu Hashem). A descrição de seu rosto, não é suficiente para falar de sua beleza, pois, além de possuir beleza física, também sobressaía em piedade, fé e compromisso que demonstrava a todo  momento . A valentia foi herdada de seu pai,  em dignidade e generosidade, atrativo e comportamento foi das lembranças dos grandes sublimes de Bani Hashem .

O Imam Sadiq (que a paz esteja com ele) sempre elogiava o seu tio Abbas e recordava suas façanhas  valiosas do dia de Ashura que . Dizia: meu tio Abbas tinha um conhecimento profundo e uma fé forte . Junto ao Imam Hussein (que a paz esteja com ele) lutou no caminho do Islã e saiu vitorioso das provas divinas antes de cair ser mártir .

Na história existem pessoas que são símbolos e exemplos, devido suas importantes façanhas . Abbas foi um paradigma claro de generosidade e dignidade .

No sagrado Alcorão aludiu-se à irmandade divina . Segundo o Alcorão, a solução mais eficaz para atingir uma sociedade predileta, é a irmandade divina que conduz aos crentes a dar passos em uma linha junta e na direção de um objetivo único e claro .

O Hazrat Abbas foi uma manifestação das palavras de seu pai, que sempre dizia, os melhores devotos são para quem sacrificam sua vida pelo Islã . O sacrifício de Abbas ibn Ali surgiu da sabedoria e na profunda visão que tinha sobre os anseios divinos e na religião. Esta profunda visão orientou seu sentimento e estimulou-o a sacrificar no caminho da religião. Ele havia aprendido de seu pai que a vida deveria ter objetivos, que melhor que a vida do homem decorra no caminho do desenvolvimento e estabilidade de valores humanitários, bem como em acabar com a corrupção e a injustiça.

Os sábios e grandes narradores sobre o Hazrat Abulfaz haviam dito, que é como um mar cujas ondas são bênçãos e suas Costas está cheia de  dignidade e generosidade.

No dia 5 de Shaaban do ano 38 da hégira lunar, o Imam Husein depois de escutar a notícia do nascimento de seu filho, levantou a cabeça para ao céu e deu graças a Deus. Depois em honra a seu pai, o Hazrat Ali (que a paz esteja com ele), chamou  seu filho Ali. O Hazrat Ali ibne Hussein tinha diversos títulos. O mais famoso é Sajjad .

Sajjad  significa o que se prosterna com frequência, ele tinha um espírito fino e cheio do amor a Deus e, em seus louvores a Alá, utilizava as palavras mais profundas e belas. Como se Deus o tivesse criado para que se dedicasse ao alabar dia e noite, se prosternava e retratava o monoteísmo da melhor forma possível: "Oh Deus, Quem pode amar a outro exceto a você, se tem saboreado a doçura de seu carinho ? E  quem pode te dar  as costas, se já estamos acostumados  estar  perto de você? Deus meu, nos ponha entre aqueles que tem selecionado para estar sempre perto de você e ser seu amigo ".

Aquele Hazrat para transmitir suas mensagens utilizava o método da oração e da reza. Suas rezas foram datilografadas  em um livro valioso chamado "Sahifieh Sajjadieh". Este exemplar contém 54 de suas orações que incluem questões sociais, políticas e éticas  estritas por monoteístas e de culto.

O Imam Sajjad, destaca a educação dos homens como o eixo do monoteísmo e, por isso, se apoia em conceitos como sabedoria, fé e piedade.

O Imam em suas diferentes orações ensinou de que nos  eixos da vida dos homens em todas as etapas tem que ser Deus e o motivo e objetivo deste eixo é a presença divina na existência do homem. Neste sentido, um enlace dos homens com Deus, encontra-se no Sahifieh Sajjadieh que introduz ao homem para a sabedoria e o conhecimento de Deus.

As formosas palavras e conselhos do Imam Sajjad sempre convocam às pessoas em cada era à moderação em seus fatos, o fortalecimento da fé, o aumento de sabedoria e  purificação .

Esperamos que através destes conselhos valiosos, a alma, o coração, nossos pensamentos e fatos se afastem do pecado e possamos estar no caminho justo da devoção .

Felicitações a todos vocês queridos ouventes pelo aniversário do nascimento do Imam Hossein, Hazrat Abbas e o Imam Zeinol Abedin .

308


Envie seu comentário

Seu e-mail não poderá ser publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *.

*

Mensagem do Imam Khomeini para os muçulmanos do mundo pela ocasião do Hajj 2016
A MENTIRA

A MENTIRA