?>

Al-Azhar: Insultar o Profeta (s.a.a.s) é terrorismo real

Al-Azhar: Insultar o Profeta (s.a.a.s) é terrorismo real

Al-Azhar, embora condenando o insulto ao Profeta por algumas autoridades indianas, enfatizou que tal comportamento é o verdadeiro "terrorismo" que pode mergulhar o mundo inteiro em crises e guerras mortais.

citando Russia Today, Al-Azhar emitiu uma declaração condenando o insulto do porta-voz do partido no poder da Índia ao Sagrado Profeta. os insultos de alguns membros do partido governante da Índia às santidades islâmicas despertou os sentimentos dos muçulmanos neste país e em outras partes do mundo e levou a protestos públicos.

A declaração de Al-Azhar diz: o que o porta-voz do Partido Bahar atiya Janata disse, é por óbvia ignorância a história e costumes dos profetas e mensageiros; porque eles estão nos cumes mais altos da moralidade e das virtudes, e Deus os protegeu dos vícios e daquilo que as almas puras e verdadeiras odeiam.

Segundo o comunicado, Al-Azhar considera o que este homem ignorante e imprudente disse sobre os exemplos da humanidade, uma afirmação ridícula de que qualquer ódio ao Islã e aos muçulmanos se repete de tempos em tempos.

Al-Azhar, por sua vez, enfatizou que tal comportamento é o verdadeiro "terrorismo" que pode mergulhar o mundo inteiro em crises e guerras mortais e assim os institutos internacionais devem enfrentar resoluta e vigorosamente os perigos desses agressores.

Tenho que dizer,com a propagação dos protestos populares contra o insulto de dois membros do partido governante da Índia ao Profeta, o partido demitiu um dos dois e suspendeu o outro até uma investigação mais aprofundada.

O partido governante Bahar atiya Janatha no domingo suspendeu a adesão de seu porta-voz Nupur Sharma por comentários insultuosos contra o Profeta do Islã e declarou que respeita as santidades de todas as religiões.

O partido também expulsou o chefe de mídia de Nova Délhi, Navin Kumar Jindal, do partido por comentários insultuosos contra as santidades muçulmanas nas redis sociais.

..............

308


Envie seu comentário

Seu e-mail não poderá ser publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *.

*