?>

ELP da China monitoriza destróier dos EUA no estreito de Taiwan e diz que atividade ameaça segurança

O destróier de mísseis guiados USS Milius dos EUA navegou pelo estreito de Taiwan na terça-feira (23), e o Comando do Teatro Ocidental do Exército de Libertação Popular (ELP) da China organizou suas forças aéreas e navais para rastrearem e monitorizarem o navio durante todo seu caminho em alerta máximo.

O porta-voz do Comando do Teatro Ocidental do ELP, coronel Shi Yi, disse em um comunicado que esse movimento dos EUA criou riscos à segurança e prejudicou a segurança regional.
Ele adicionou que o comando tomará todas as medidas necessárias para combater as ameaças e provocações e assegurar firmemente a soberania nacional e integridade territorial, segundo Global Times.
A fragata de mísseis guiados Type 054A da Marinha do ELP estava seguindo o USS Milius quando o navio norte-americano começou a passagem pelo estreito de Taiwan do sul para o norte na segunda-feira (22), de acordo com o think tank chinês Iniciativa de Sondagem da Situação Estratégica do mar do Sul da China (SCSPI, na sigla em inglês).

Seis aviões de guerra chineses do ELP, nomeadamente quatro caças J-11 e dois Su-30, entraram no sudoeste da Zona de Identificação da Defesa Aérea de Taiwan na segunda-feira (22), segundo comunicado de imprensa de autoridades de Defesa da ilha.

A viagem do destróier de mísseis guiados USS Milius é a 11ª passagem pelo estreito de Taiwan de um navio de guerra dos EUA em 2021, e o primeiro desde a cúpula virtual entre Joe Biden e Xi Jinping na semana passada.

............

308


Envie seu comentário

Seu e-mail não poderá ser publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *.

*