?>

Etiópia declara estado de emergência ante possibilidade de forças de Tigré marcharem para capital

O governo da Etiópia declarou estado de emergência nacional, após as forças do norte da província de Tigré terem conseguido conquistar territórios.

Anteriormente, o primeiro-ministro etíope, Abiy Ahmed, instou os cidadãos do país a carregarem suas armas para defenderem a pátria das forças da Frente Popular para a Libertação de Tigré (TPLF, na sigla em inglês).

A TPLF, por sua vez, declarou ter tomado duas cidades no sul da província e que estava marchando para a capital do país, Adis Abeba, a 380 quilômetros de distância. Porém, até agora, ainda não foi confirmada, oficialmente, a captura dessas duas cidades.

"O estado de emergência visa proteger os civis contra as atrocidades sendo cometidas pelo grupo terrorista TPLF [Frente Popular para a Libertação de Tigré] em várias partes do país", reportou a mídia estatal.
O conflito entre o governo etíope e a TPLF teve início em novembro de 2020, depois que Tigré conduziu eleições regionais desafiando a autoridade de Adis Abeba, que tinha ordenado que as eleições fossem adiadas por causa da COVID-19.

No entanto, a TPLF declarou que a autoridade do governo já tinha expirado com ou sem COVID-19, e por isso o governo estava destituido de sua legitimidade, pois falhou em conduzir o processo eleitoral.

..........

308


Envie seu comentário

Seu e-mail não poderá ser publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *.

*