?>

interpretação das súplicas diárias do mês sagrado do Ramadã, Dia 7º

interpretação das súplicas diárias do mês sagrado do Ramadã, Dia 7º

interpretação das súplicas diárias do mês sagrado do Ramadã “sétimo dia”

Ó Deus nosso, ajude-me, neste mês, a observar o jejum e adorá-Lo

Sem a ajuda de Deus, o homem nada pode fazer.como Deus todo poderoso disse no Alcorão: "só desejo a vossa melhoria, de acordo com a minha capacidade; e meu êxito só depende de Deus, a Quem me encomendo e a Quem retornarei, contrito". [1]

Portanto, nesta parte da súplic do sétimo dia, pedimos a Deus que nos ajude a fazer boas ações. Jejuar em dias quentes  e longas  é dificil, devemos pedir a Deus que nos ajude a ser pacientes em obedecê-Lo.
Os sábios da ética dividiram a paciência em três ramos: e eles tomaram esta divisão de fontes narrativas relatadas pelo Profeta (PECE) e na narração de imam Ali.

Paciência na adversidade,

Paciência em obediência,

Paciência do pecado.

este terceiro tipo é maior e mais valioso do que os dois primeiros tipos. No mês sagrado do Ramadã, há paciência na adoração e a  paciência de deixar o pecado. Portanto, pedimos a Deus que nos ajude a jejuar que assim obedecem nosso criador e deixamos o que vai deixar Deus com ira.
E em outra narração do Imam, seguindo as palavras do Deus Todo-Poderoso: " Ó fiéis, perseverai, sede pacientes, estai sempre vigilantes e temei a Deus, para que prospereis. " , é afirmado: " ter a paciência na adoração ".[2]

a refrear-me de comprazer-me com frivolidades;

De acordo com os versículos do Alcorão, um dos sinais dos crentes é que eles não fazem coisas inúteis como disse:"Com efeito, bem-aventurados os crentes, Que são humildes em suas orações, E que dão de ombros à frivolidade"[3]

Eles sabem que são como um passageiro neste mundo, estão neste mundo apenas por alguns dias, O pecado encurta a vida humana e destrói as boas obras. então procuram fazer ações valioss e boas, e eles não passam a vida em vão.e isso não é possível exceto com a ajuda de Deus, como que pedimos nesta parte da súplica.

mantenha-me alerta em Teu louvor constantemente, ó Orientador dos perdidos.

Nesta parte da súplica, pedimos a Deus que mantenha Sua recordação  em nossos corações.um verdadeiro servo e aquele que sempre  se lembra de seu senhor. Que são fiéis e cujos corações sossegam com a recordação de Deus. Não é, acaso, certo, que à recordação de Deus sossegam os corações."[4]

o Alcorão diz que todas as criaturas se lembram de Deus, mas às vezes o homem se esquece de Deus."Os setes céus, a terra, e tudo quanto neles existe glorificam-No. Nada existe que não glorifique os Seus louvores! Porém, não compreendeis as suas glorificações. Sabei que Ele é Tolerante, Indulgentíssimo." [5]
e também disse: "Não reparas, acaso, em que tudo quanto há nos céus e na terra glorifica a Deus, inclusive os pássaros, ao estenderem as suas asas? Cada um está ciente do seu (modo de) orar e louvar. E Deus é Sabedor de tudo quanto fazem."[6]

Em várias  narrações e versículos do Alcorão, há pontos precisos sobre a menção de Deus, que não são discutidos neste texto, e apenas mencionamos os títulos.

Imam Sajjad (as) diz: “Ó Deus! "Meu coração ganhará vida com a sua recordação."

E o imam Ali, que a paz esteja com ele, também diz: “Quem se lembra do Deus Todo-Poderoso, Deus reavivará seu coração e iluminará seu intelecto e sabedoria”.

Os versículos : "E quando é mencionado Deus, o Único, repugnam-se os corações daqueles que não crêem na outra vida; não obstante, quando são mencionadas outras divindades, em vez d'Ele, ei-los que se regozijam! "[7]

"Cujos corações estremecem, quando o nome de Deus é Mencionado; os perseverantes, que suportam o que lhes sucede, são observantes da oração e fazem caridade daquilo com que agraciamos. "[8]

 

 

 

 

 

[1] Alcorçao C.11, V.88

[2] Alcorçao C.3, V.200

[3] Alcorçao C.23, V.1-3

[4] Alcorçao C.12, V.28

[5] Alcorçao C.17, V.44

[6] Alcorçao C.24, V.41

[7] Alcorçao C.35, V.49

[8] Alcorçao C.22, V.35

..........................................

308


Envie seu comentário

Seu e-mail não poderá ser publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *.

*