?>

Irã aponta avanço 'progressivo' de variante britânica da COVID-19 'por todo o país'

Irã aponta avanço 'progressivo' de variante britânica da COVID-19 'por todo o país'

O ministro da Saúde iraniano, Saeid Namaki, soou o alarme, neste sábado (13), sobre a disseminação progressiva da variante britânica do novo coronavírus no Irã, apontando que as autoridades locais temem ser mais infecciosa do que declarado por especialistas britânicos.

De acordo com o ministro iraniano, a infecciosidade da variante britânica do novo coronavírus é significativamente maior do que a inicialmente anunciada por especialistas em saúde do Reino Unido.

"O vírus [mutado] se espalhou por todo o país. Devemos estar cientes de que esse vírus pode estar em qualquer cidade, vila e família. Esta é uma das maiores preocupações de nossa gestão contra a COVID-19", disse Namaki em um discurso televisionado.
Embora o primeiro caso da variante britânica no Irã tenha sido encontrado em um homem que retornou recentemente do Reino Unido, ainda em janeiro deste ano, Namaki disse que a mutação agora foi encontrada em uma mulher sem histórico de viagens. A este respeito, o ministro disse que o Irã deve aumentar sua capacidade de detecção da COVID-19.

Em resposta ao surgimento de novas cepas do vírus, as autoridades iranianas introduziram, em 30 de janeiro, uma quarentena de 14 dias para viajantes vindos da Europa. O tráfego aéreo bilateral com o Reino Unido continua suspenso.

Segundo os dados da Universidade Johns Hopkins, o Irã tem hoje cerca de 1,5 milhão de casos confirmados de COVID-19 e quase 59 mil mortes causadas pela doença.

308


Envie seu comentário

Seu e-mail não poderá ser publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *.

*

پیام رهبر انقلاب به مسلمانان جهان به مناسبت حج 1441 / 2020
Não ao acordo do século