?>

Irã rejeita propostas do acordo nuclear de Viena: 'Não vale a pena olhar'

Irã rejeita propostas do acordo nuclear de Viena: 'Não vale a pena olhar'

O aiatolá Ali Khamenei, líder supremo iraniano, disse nesta quarta-feira (14) que o Irã só retornará aos seus compromissos do acordo nuclear depois de verificar que todas as sanções dos EUA foram removidas.

O aiatolá Ali Khamenei também rejeitou quaisquer possibilidades de alongar as negociações que estão acontecendo em Viena, na Áustria. Ele instruiu diplomatas iranianos a prosseguir com as conversas, mas advertiu-os de que "as negociações não devem se arrastar".

"O fato de os norte-americanos falarem em se engajar em negociações diretas e indiretas [com o Irã] não é porque eles querem negociar e aceitar a verdade, mas sim para impor seu argumento equivocado" ao Irã, observou o líder.
No momento, em Viena, uma delegação iraniana participa de negociações com quatro países: Rússia, Reino Unido, França, China e Alemanha. O objetivo é encontrar uma maneira para os Estados Unidos voltarem a aderir ao acordo nuclear, oficialmente denominado Plano de Ação Conjunto Global (JCPOA).

De acordo com informações da Press TV, o aiatolá Ali Khamenei enfatizou a posição do Irã sobre o assunto: os Estados Unidos devem primeiro remover as sanções.

"Muitas das propostas dos norte-americanos são arrogantes e desdenhosas. Não vale a pena olhar para eles", criticou o líder supremo do Irã.
Vale lembrar que o governo do presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, expressou sua disposição de voltar ao acordo com o Irã. Porém, até agora não deu qualquer passo concreto e manteve as sanções contra a o Irã.

308


Envie seu comentário

Seu e-mail não poderá ser publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *.

*