Líder: EUA e seus marionetes se opõem à independência e a união do Iraque

Líder: EUA e seus marionetes se opõem à independência e a união do Iraque

O Líder da Revolução Islâmica O aiatolá Seyed Ali Khamenei advertiu pela confiança nos Estados Unidos, dizendo que Washington é contra a independência e a união do Iraque.

"É necessária uma vigilância contra os americanos e eles não devem ser confiáveis porque os EUA e seus fantoches se opõem à independência, identidade e unidade do Iraque", afirmou o aiatolá Khamenei em uma reunião com o primeiro-ministro iraquiano, Haider al-Abadi, em Teerã, na terça-feira.

O Líder saudou a unidade e a coerência entre todos os movimentos políticos e de fé iraquianos na luta contra os terroristas de Daesh e disse que as Unidades de Mobilização Popular, comumente conhecidas pelo nome árabe, Hashd al-Sha'abi, são importantes e um elemento de poder para o país .

O aiatolá  Khamenei acrescentou que os EUA estão contra Hashd al-Sha'abi porque "eles [americanos] querem que o Iraque perca seu elemento-chave de força".

"Não confie nos americanos, porque eles procuram uma oportunidade de golpear sua força", afirmou o líder.

 

O aiatolá Khamenei advertiu que qualquer divisão e conflito entre iraquianos abriria o caminho para Washington prejudicar o Iraque, enfatizando a importância de impedir a presença de forças dos EUA no Iraque sob o pretexto do treinamento.

O líder enfatizou ainda que os EUA e alguns dos seus aliados na região não procuram a destruição e a erradicação do Daesh, pois o grupo terrorista foi criado através do seu apoio.

Eles querem prolongar a existência de Daesh no Iraque, afirmou o aiatolá Khamenei.

O líder destacou a importância de proteger a integridade territorial do Iraque e disse: "Como vizinho, a República Islâmica do Irã é contra certos murmúrios sobre a realização de um referendo para a separação de uma seção do Iraque".

 Aiatolá  Khamenei expressou a esperança de que o governo iraquiano conseguisse resolver os problemas que enfrenta e disse: "O governo iraquiano deve ser fortalecido de todos os modos e todos os movimentos políticos e de fé no Iraque são obrigados a apoiar o governo sentado".

O líder também disse que o Irã e o Iraque devem expandir ainda mais as relações em vários campos, instando os dois lados a remover certos obstáculos no sentido de reforçar a cooperação.

 

Durante a reunião, que também contou com a participação do primeiro-vice-presidente iraniano Es'haq Jahangiri, o primeiro-ministro iraquiano elogiou o apoio do Irã ao seu país na luta contra a Daesh.

Abadi disse que todos os grupos políticos e religiosos iraquianos estão unidos na luta contra Daesh até sua plena erradicação.

Ele acrescentou que Bagdá precisa da ajuda de Teerã em sua luta contra Daesh e também em um período após a eliminação de Daesh, que é um momento para a estabilidade, paz e construção do Iraque.

Chefiando uma delegação, Abadi chegou a Teerã na segunda etapa de uma turnê de três países, apos a sua visita  chave a Arábia Saudita. No final de sua longa estadia em Teerã, o primeiro-ministro iraquiano partiu para o Kuwait para se encontrar com autoridades do país.

 

308


Envie seu comentário

Seu e-mail não poderá ser publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *.

*

Arbaeen
Notícias do luto ao Imam Hussein pelo mundo
پیام رهبر انقلاب به مسلمانان جهان به مناسبت حج 1440 / 2019