?>

Líder supremo do Irã elogia regresso de mini-armada naval que enfrentou EUA no oceano Atlântico

Líder supremo do Irã elogia regresso de mini-armada naval que enfrentou EUA no oceano Atlântico

Em maio, o Irã enviou dois navios de guerra em uma viagem de 45.000 km por três oceanos, incluindo pela primeira vez no oceano Atlântico, além de uma escala na Rússia para participar de um grande desfile naval.

Aiatolá Khamenei, líder supremo do Irã, elogiou no sábado (11) a Marinha do Irã pela "importante missão naval" realizada pelo destróier Sahand e pelo navio de apoio e base avançada Makran durante sua viagem de 133 dias transoceânica e transcontinental.

"Eu manifesto minhas felicitações pelo poderoso e honroso retorno da 75ª Flotilha da Força Naval do Exército da República Islâmica do Irã da assustadora missão no oceano Atlântico, que foi realizada pela primeira vez na história da navegação do país", disse Khamenei, em uma mensagem enviada a Abdolrahim Mousavi, major-general e comandante do Exército do Irã, citada pelo portal IFP News.
Após ordenar aos militares que continuassem a "manter e atualizar" suas capacidades, o líder supremo pediu a Mousavi que transmitisse sua "gratidão e apreço pessoal ao comandante e a cada membro da flotilha" pelo sucesso da missão.

A 75ª Flotilha retornou ao seu porto de origem na terça-feira (7) após uma viagem de 45.000 km, que a levou através de três oceanos e mais de 55 países em três continentes. A flotilha zarpou em maio de Bandar Abbas, sul do Irã, viajando através do norte e oeste do oceano Índico, passando pelo Cabo da Boa Esperança e entrando no Atlântico Sul, onde navegou em direção ao norte.
Em junho, as autoridades e a mídia dos EUA expressaram a preocupação de que os navios estavam a caminho da Venezuela, aliado latino-americano do Irã, e que poderiam estar transportando assistência econômica ou até mesmo armas.

Em vez disso, os navios continuaram para o norte do oceano Atlântico, passando pelo canal da Mancha e para o mar Báltico, atracando em São Petersburgo, Rússia, para participar de um grande desfile dedicado ao 325º aniversário da fundação da Marinha da Rússia, no final de julho.

Características dos navios
O Sahand é um navio de guerra de classe Moudge (literalmente "classe Onda") com um deslocamento de 2.500 toneladas, 95 metros de comprimento e uma tripulação de 140 oficiais e marinheiros. O equipamento do navio inclui radar de longo alcance, sistemas de guerra eletrônica, armas navais, canhões e metralhadoras, mísseis de cruzeiro antinavio e torpedos antissubmarino, além de um convés suficiente para transportar um helicóptero.

O Makran, com o nome da região costeira iraniana do Baluchistão, é uma nova classe de navio para a Marinha do Irã, construído a partir de um petroleiro convertido. O navio tem 230 metros de comprimento e mais de 111.000 toneladas, e foi projetado para servir como base marítima móvel para operações navais de ultralongo alcance, sendo capaz de transportar combustível, suprimentos, armas e uma grande variedade de equipamentos militares tanto em seu casco quanto em seu convés.
Suas defesas incluem lanchas de lançamento de foguetes e submersíveis, drones e helicópteros, além de mísseis de cruzeiro avançados. O navio também é teoricamente capaz de utilizar praticamente qualquer peça de armamento móvel rodoviário em uso pelo Exército do Irã, defesa costeira ou forças de defesa aérea.

.........

308


Envie seu comentário

Seu e-mail não poderá ser publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *.

*