?>

Milhares de doses da Janssen congelam durante transporte no Brasil e ficam 'indisponíveis para uso'

Milhares de doses da Janssen congelam durante transporte no Brasil e ficam 'indisponíveis para uso'

Vacinas contra a COVID-19 da Janssen, empresa farmacêutica da Johnson & Johnson, congelam durante voo de São Paulo para o Distrito Federal. Segundo Ministério da Saúde, o lote será analisado para ver se ainda pode ser aplicado.

Neste sábado (3), 40,1 mil doses da vacina Janssen armazenadas de forma imprópria, chegaram congeladas e estão "indisponível para uso" até segunda avaliação, disse a secretaria de Saúde do Distrito Federal, de acordo com o G1.

O lote com as vacinas contra a COVID-19 saiu do Aeroporto Internacional de Guarulhos, localizado em São Paulo, com destino ao Distrito Federal.

A secretaria informou que, durante a conferência das doses na Rede de Frio Central, que armazena e distribui vacinas na capital, foi observado que elas "estavam congeladas, abaixo da temperatura adequada", que é de 2 °C.

Logo após constatar o congelamento dos imunizantes, a secretaria entrou em contato com o Ministério da Saúde, que passou a orientação de deixar toda a carga "em quarentena".
Agora, de acordo com o ministério, na segunda-feira (5), será solicitada uma avaliação para checar se as doses ainda poderão ser usadas. A vacina é aplicada somente com uma dose.

Segundo a mídia, a análise das doses será feita pelo Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde (INCQS).

O Distrito Federal atingiu a marca de 1.005.782 pessoas vacinadas contra a COVID-19 nesta sexta-feira (2). O número equivale a 32,46% da população.

.............

308


Envie seu comentário

Seu e-mail não poderá ser publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *.

*