?>

Militares russos e sírios treinam resposta a sabotagem no porto de Tartus

Rússia e Síria realizaram exercícios navais de neutralização de ações de sabotagem no porto sírio de Tartus, na costa do Mediterrâneo.

Militares russos e sírios realizaram um treinamento destinado a responder a possíveis ações de sabotagem no porto sírio de Tartus, que abriga uma base naval russa, informou o comandante da base, Vyacheslav Rodionov.

"Durante as manobras táticas conjuntas, as forças navais da Síria e da Rússia treinaram a defesa universal da base de Tartus", disse Rodionov aos repórteres, declarando o cumprimento de todos os objetivos colocados.
Militares de ambos os países neutralizaram quatro mergulhadores que simulavam uma ação de sabotagem de instalação de um dispositivo explosivo no fundo do mar. Dois deles foram eliminados, outros dois tentaram escapar mas foram interceptados e conduzidos à costa, onde eram esperados pela Polícia Militar. O mesmo aconteceu com seus cúmplices, que haviam tentado acessar a base naval em uma lancha de alta velocidade.

O treinamento envolveu lanchas russas anti-sabotagem Raptor e Kinel, bem como o navio Ivan Antonov, utilizado em operações de desminagem e lanchas sírias equipadas com mísseis.

Em 2017, Moscou e Damasco assinaram um acordo de implantação de um centro de manutenção técnica da Marinha da Rússia em Tartus por um período de 49 anos.

308


Envie seu comentário

Seu e-mail não poderá ser publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *.

*