?>

Nigéria: 19 agentes de segurança são mortos em emboscada jihadista

Nigéria: 19 agentes de segurança são mortos em emboscada jihadista

Jihadistas alinhados ao Daesh (grupo terrorista proibido na Rússia e em outros países) emboscaram um comboio militar nigeriano, matando 15 soldados e quatro milicianos, segundo informaram fontes de segurança.

A informação só foi divulgada neste sábado, mas o comboio foi atacado por combatentes da ISWAP — sigla em inglês para Província da África Ocidental do Estado Islâmico, grupo que possui ligações com o Daesh — perto de Gudumbali, na região do Lago Chade, na quinta-feira (11) passada, disseram as fontes, segundo publicou a AFP.

O ataque foi o mais recente em um conflito jihadista que matou 36 mil pessoas e deslocou centenas de milhares no nordeste da Nigéria desde que começou, há mais de uma década.

"Perdemos 15 soldados e quatro civis JTF (milícia) na emboscada dos terroristas na floresta perto de Gudumbali", disse à AFP um oficial militar que pediu para não ser identificado.
O oficial informou que 13 combatentes do governo, incluindo dez soldados, ficaram feridos na emboscada.

O comboio de dez veículos estava a caminho de Gudumbali, na cidade de Kukawa, para uma operação militar contra os insurgentes quando foi atacado, disse outra fonte militar.

O ISWAP, que se separou do grupo jihadista Boko Haram (grupo terrorista proibido na Rússia e em outros países) em 2016, tornou-se uma ameaça dominante na Nigéria, atacando tropas e bases enquanto matava e sequestrava passageiros em postos de controle falsos.

308


Envie seu comentário

Seu e-mail não poderá ser publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *.

*