Agência de Notícias AhlulBayt

Busca : ABNA
segunda-feira

27 maio 2024

21:56:58
1461651

Baqeri Kani:

O aprofundamento das relações entre Irã e Cuba beneficia o multilateralismo no mundo

O ministro interino das Relações Exteriores da República Islâmica, Ali Baqeri Kani, enfatizou que o fortalecimento e o aprofundamento das relações e da cooperação entre o Irã e Cuba nos níveis bilateral e multilateral beneficiarão as duas repúblicas, todos os países independentes e o multilateralismo no mundo.

    Segundo a agência de notícias Ahlul Bayt (a.s.) - Abna - Baqeri Kani fez as observações em uma reunião com o enviado especial do presidente cubano, que viajou a Teerã para prestar homenagem ao presidente martirizado, Seyed Ebrahim Raisi, e seu ministro das Relações Exteriores, Hosein Amir Abdolahian.  

  O diplomata iraniano sênior enfatizou que as mensagens de autoridades cubanas de alto escalão e a presença do enviado especial do presidente Miguel Díaz-Canel em Teerã foram um conforto para o povo iraniano.

Ele também destacou a resistência do governo e do povo iraniano nas últimas quatro décadas e sua solidariedade em incidentes amargos, acrescentando: "Com o apoio do povo, o Irã sempre superou essas dificuldades e transformou ameaças e desafios em oportunidades.

O ministro interino das Relações Exteriores do Irã expressou sua esperança de que os acordos, assinados durante as visitas dos presidentes dos dois países a Teerã e Havana, sejam implementados após uma nova reunião da Comissão Econômica Conjunta.  

  Por sua vez, Pedro Luis Pedroso Cuesta transmitiu mensagens de solidariedade do Presidente Miguel Díaz-Canel Bermúdez, do governo e do povo cubano ao Líder Supremo da Revolução Islâmica, Ayatollah Seyed Ali Khamenei, ao governo e ao povo do Irã.

O diplomata cubano sênior descreveu o Irã como o amigo mais próximo de Cuba na Ásia Ocidental, expressando o desejo do país latino-americano de promover e aprofundar os laços em vários campos, especialmente no setor econômico com a República Islâmica.

O diplomata cubano sênior descreveu o Irã como o amigo mais próximo de Cuba na Ásia Ocidental, expressando o desejo do país latino-americano de promover e aprofundar os laços em vários campos, especialmente no setor econômico com a República Islâmica.

Por fim, Pedroso Cuesta também pediu uma cooperação estreita entre as duas repúblicas na esfera internacional para combater a abordagem intimidadora e unilateral das potências imperialistas. 

..................

308